Sandra Brilhante: “Se fosse por meus familiares, eu já tinha ido embora de Caicó”

Sandra Brilhante disse que seus familiares pedem que deixe o comando da Secretaria de Saúde de Caicó

É cada vez mais certa a saída da secretária de saúde de Caicó, da pasta. Pelo menos é o que se comenta na cidade nos últimos dias.

Esta semana, a secretária Sandra Brilhante, concedeu entrevista no programa Comando Geral da Rádio Caicó e perguntada sobre o assunto, ela disse que se dependesse dos seus familiares, já tinha ido embora.

Muitas críticas foram direcionadas nas últimas semanas à forma de gerir a pasta da maior secretaria do Município. Algumas delas partiram de servidores da saúde e até de médicos.

Outra

O Blog Sidney Silva ainda soube da possibilidade de outro secretário entregar a pasta que comanda. É o caso de José Antonino Fernandes, que comanda a Infraestrutura. Segundo rumores, ele teria dito a pessoas próximas que poderá deixar o cargo até o final do ano.



Prefeitura de Caicó inicia pagamento dos servidores referente a novembro

A prefeitura municipal de Caicó está iniciando, nesta sexta-feira (01), o pagamento dos servidores referente ao mês de novembro. De acordo com o secretário de Finanças, Francisco Oliveira, hoje recebem os agentes de endemias, agentes de saúde e o pessoal da secretaria de Tributação e Finanças.

Francisco também confirmou que o Município efetuou o pagamento dos servidores do Hospital do Seridó, referente a outubro, e dos músicos da Banda Recreio Caicoense de setembro e outubro.

O pagamento de novembro continuará na próxima semana. O setor de Finanças da prefeitura tem até o dia 20 de dezembro para pagar o décimo terceiro salário aos funcionários.



Caer realiza mudança na captação de Serra de Santana; Adutora fica parada

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte – Caern informa que iniciou uma mudança no ponto de captação de água na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, para melhor abastecimento das cidades atendidas por este sistema.

A previsão é de que o serviço seja concluído em até 72 horas, quando será restabelecido o abastecimento para as seguintes localidades: Caicó, Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas, Jucurutu, Florânia, São Vicente, Tenente Laurentino, Currais Novos, Acari, Lagoa Nova, Cerro Corá e Bodó.



Brasil tem, pelo menos, 998 mil crianças trabalhando em desacordo com a legislação

Crianças trabalham em desacordo com a legislação no Brasil

O IBGE divulgou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) de 2016 sobre Trabalho Infantil e foi constatado que, no ano passado, um milhão e oitocentas mil crianças de 5 a 17 anos trabalhavam no Brasil. Mais da metade delas, ou seja, 998 mil crianças, pelo menos, estavam em situação de trabalho infantil.

Segundo a Constituição Federal, o trabalho é permitido a partir dos 16 anos, exceto nos casos de trabalho noturno, perigosos ou insalubres, onde a idade mínima é de 18 anos. Além disso, a Constituição também admite o trabalho a partir dos 14 anos, só que na condição de aprendiz.

No ano passado, a agricultura era o principal grupamento de atividade das crianças ocupadas de 5 a 13 anos, concentrando 47,6% delas. Já para os ocupados de 14 a 17 anos, a principal atividade era o comércio, concentrando 27,2% deles. A pesquisa constatou também que entre os ocupados de 5 a 13 anos, apenas 26% recebiam remuneração, enquanto no grupo de 14 a 17 anos, 78,2% eram remunerados. A renda média daqueles que tem de 5 a 17 anos de idade foi estimada em R$ 514,00.

A pesquisa também apontou que cerca de 716 mil crianças de 5 a 17 anos trabalhavam na produção para o próprio consumo, o equivalente a 1,8% do total, e 20,1 milhões realizavam trabalhos com cuidados de pessoas e afazeres domésticos.

O Norte e Nordeste do país tinham a maior proporção de crianças de 5 a 13 anos ocupadas. Já para jovens de 14 a 17 anos foi proporcionalmente maior na região Sul.



Nordeste registra maior desigualdade nos rendimentos, aponta IBGE

O Nordeste é a região do país com maior desigualdade nos rendimentos. A informação foi divulgada na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) de 2016, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. A informação foi detalhada pelo gerente da pesquisa, Cimar Azeredo. “27,6% da população do Brasil está na região Nordeste. Olhando o mapa você vai pensar: o Nordeste seria a região com a segunda maior massa de rendimento, que é a soma de todos os rendimentos, tanto de trabalho como de outras fontes que circulam no Estado. É lá que podemos encontrar os Estados com maior desigualdade, que é o caso de Pernambuco, um Estado extremamente desigual, a Bahia é muito desigual, o Maranhão é desigual demais, com índices bastante elevados”.

Continue lendo



“Eu só vou marcar a data, se nos tivermos os votos”, diz Maia sobre reforma da Previdência

Rodrigo Maia diz que só marca data da votação se tiver votos

O presidente de Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta quinta-feira (30) que só colocará a reforma da Previdência para votação do Plenário, quando os 308 votos necessários para o prosseguimento da medida forem alcançados. “Eu só vou marcar a data, se nos tivermos os votos. Eu quero dizer o seguinte, se nós não fizermos a reforma da previdência nós estaremos comprometendo o futuro de milhões e milhões de crianças brasileiras, porque toda essa distorção da previdência tira recursos das funções fundamentais, saúde educação e segurança”.

De acordo com Maia, o governo perdeu força no Congresso por conta do desgaste político para barrar na Câmara, as duas denúncias da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. E para tentar contornar essa situação, Rodrigo Maia contou que o governo fará uma reunião no próximo domingo (3), com líderes de partidos e ministros. “A gente está tentando construir o texto em cima dos 308 votos. A gente sabe que ainda estamos muito longe disso, muito longe mesmo, infelizmente. Domingo, a gente vai fazer uma reunião, o governo vai fazer uma reunião, e vamos tentar construir um caminho”.

Ainda nesta quinta-feira, o presidente Michel Temer almoçou com parlamentares e empresários ligados ao setor de comércio, serviços e empreendedorismo para discutir o texto da reforma.

A reforma da Previdência deve ser votada no plenário da Câmara dos Deputados, até o final do ano. Para ser aprovada, precisa de no mínimo de 308 votos favoráveis e em dois turnos. Em seguida, o texto segue para análise no Senado.



Lei Rouanet passará por mudanças

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, anunciou nesta quinta-feira (30), que a Lei Federal de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet, vai passar por mudanças. Uma delas se refere ao número de artigos, que serão reduzidos. Antes eram 136 artigos, e agora passará a ter 73.

Segundo o ministro, as mudanças tornarão as regras mais claras e irá atrair mais investimentos para o setor cultural. Um dos itens que foram modificados é que o incentivador do projeto vai poder promover a marca dele com ações de marketing e reforçar a promoção dos projetos apoiados, que antes era considerado vantagem indevida.

Continue lendo