Cariri registra chuvas e Rio Paraíba sobe mais de um metro

Várias cidades da Paraíba registraram chuvas durante esse sábado (23). Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), as regiões do Sertão e do Cariri receberam uma boa quantidade de água, inclusive dando ganho de volume para o Rio Paraíba, que subiu cerca de um metro.

De acordo com o meteorologista da Aesa, Alexandre Magno, os moradores dos municípios de Sousa, Patos e Cajazeiras, no Sertão, e ainda Monteiro e Caraúbas, no Cariri, puderam festejar a chegada da chuva.

“Esta chuva já era esperada. É a pré-estação chuvosa que segue até este dia 25 e volta no dia 5 de janeiro com chuvas espalhadas. A estação chuvosa nestas regiões é do mês de fevereiro a maio”, explicou o meteorologista.

Alexandre Magno ainda informou que, com a chuva, o Rio Paraíba subiu mais de um metro em seu volume.

*Via Blog do BG



Ministro Gilmar Mendes pede investigação sobre suposta acusação de corrupção

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, solicitou que o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, instaure processo para investigar acusação de corrupção feita contra ele.

Em áudio que circulou neste sábado (23), por meio de redes sociais, um homem que se apresenta como juiz que acompanha o processo envolvendo o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho critica adecisão de Gilmar Mendes de liberar Garotinho e o presidente do PR, Antônio Carlos Rodrigues, presos por determinação do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). O autor do áudio diz que “a mala foi grande”, insinuando que o ministro teria recebido dinheiro em troca da decisão.

Continue lendo



Funceme registra chuva em 15 cidades do Ceará nesta segunda

Do G1/CE – Choveu em 15 municípios do Ceará no período das 7 horas de domingo (24) às 7 horas desta segunda-feira (25), segundo boletim da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A chuva de maior intensidade ocorreu no município de Beberibe, Litoral Leste do Estado, de 32,0 milímetros.

Segundo a Funceme ocorreu chuva também nos municípios de Ocara (25,0 mm), Saboeiro (20,0 mm), Fortim (18,0 mm), Guaramiranga (13,8 mm), Palmácia (12,8 mm), Umari (12,0 mm), Cedro (11,0 mm), Cascavel (11,0 mm), Orós com (9,0 mm), Itapiúna (6,8 mm), Iguatu (6,0 mm) e Acarape (9,0 mm).



Réveillon tem Paulo Ricardo, Cavalo de Pau e Banda Eva na PB; veja mais atrações

Do G1/PB – Paulo Ricardo, Banda Eva, Cavalo de Pau, Seu Pereira e Coletivo 401. Essas são algumas das atrações que vão animar a virada do ano nas praias de João Pessoa e Cabedelo. O G1 listou as principais festas de Réveillon para começar bem 2018. Confira abaixo.

O cantor Paulo Ricardo é a atração principal do Réveillon de João Pessoa, no Busto de Tamandaré. A festa ainda conta com o forró de Ranniery Gomes, o samba de Preto Netto e a música eletrônica da Dj Dany Andrade.

Continue lendo



Desembargadora considera ilegal paralisação das polícias Civil e Militar do RN e determina retorno imediato

Do G1/RN – A desembargadora Judite Nunes acatou pedido da Procuradoria-Geral do Estado e considerou ilegal o movimento que vem sendo realizado pelas polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte. Na decisão, ela determinou que os policiais retomem imediatamente suas funções. Em caso de descumprimento, as associações e sindicatos que representam as categorias podem ser penalizadas. As multas são diárias e vão de R$ 2 mil a R$ 30 mil.

Em contato com o G1, as associações de PMs, bombeiros militares e o Sindicato dos Policiais Civis disseram que ainda não foram notificados oficialmente da decisão, e que realizarão assembleias nesta terça (26) para decidirem o que fazer. Até lá, a PM e o Corpo de Bombeiros seguem fora das ruas e a Polícia Civil, até porque esta segunda (25) é feriado, continua em regime de plantão.



Natal Solidário reúne mais de 400 crianças em Parelhas

Natal Solidário reúne mais de 400 crianças em Parelhas
Natal Solidário reúne mais de 400 crianças em Parelhas

A Associação Encanto Potiguar da cidade de Parelhas, realizou neste sábado (23), o Natal de Sorrisos. A ação solidária reuniu mais de 400 crianças em sua primeira edição. O evento aconteceu no Bairro São Sebastião e contou com apresentações culturais, comidas, lancheirinhas e brinquedos (pula pula, cama elástica) para as crianças se divertirem durante toda manhã.

O evento é a primeira ação da Encanto Potiguar, sendo todo custeado através de doações de pessoas físicas e empresários da cidade de Parelhas e Caicó. A ação contou com o apoio da Associação de Desenvolvimento Comunitário do Bairro São Sebastião.

O Natal de Sorrisos nasceu com essa prerrogativa de levar àqueles, que por diversos motivos, carecem de uma mão amiga, um pouco de afeto e esperança“, destacou George Daniel, Presidente da Encanto Potiguar.



Levantamento estima gasto de US$ 360 bilhões de seguradoras com catástrofes em 2017

Levantamento estima gasto de US$ 360 bilhões de seguradoras com catástrofes em 2017

As catástrofes naturais e de origem humana custarão ao todo cerca de US$ 360 bilhões em 2017. As estimativas que foram feitas pela seguradora suíça Swiss Re, atingem quase o dobro do registrado em 2017, quando a os valores chegaram US$ 188 bilhões.

Do montante deste ano, cerca de US$ 136 bilhões foram assumidas por seguradoras, enquanto no ano passado os valores foram bem menores, de US$ 65 bilhões.

Entre as catástrofes deste ano que causaram danos e, consequentemente, gastos estão os furacões Harvey, Irma e Maria, que atingiram parte do Caribe e o sudeste dos Estados Unidos. Somente com furacões, o prejuízo estipulado é de US$ 93 bilhões.

Ainda nos Estados Unidos, os incêndios causaram danos de cerca de US$ 7,3 bilhões em imóveis.

Outro país que sofreu com desastres naturais foi o México. Foram diversos terremotos em 2017 e os gastos com seguros ultrapassam os US$ 2 bilhões.

O levantamento da Swiss Re é feito desde 1970.



Despesas com saúde representaram 9,1% do PIB em 2015, afirma IBGE

Despesas com saúde representaram 9,1% do PIB em 2015, afirma IBGE

O total gasto com o consumo final de bens e serviços ligados a saúde no Brasil chegou a R$ 546 bilhões em 2015. O valor corresponde a cerca de 9,1% do Produto Interno Produto (PIB) no ano. De 2010 a 2015, a participação dos bens e serviços de saúde pulou de 75,9% para 79,2%. Em contrapartida, a participação dos gastos com medicamentos caiu de 22,4% para apenas 19%.

As despesas de consumo ligadas a saúde por parte do governo atingiram R$ 231 bilhões, enquanto famílias e instituições sem fins lucrativos, juntos, gastaram R$ 315 bilhões. O gasto per capita também subiu em 2015, atingindo R$ 1.538,79.

Os gastos com serviços de saúde privada foi o principal fator, atingindo 3,4% do PIB de 2015. Já a saúde pública representou 3,1% do PIB, sendo a principal despesa por parte do governo.

Em cinco anos, de 2010 a 2015, a participação das atividades de saúde em todo o PIB subiu de 6,1% para 7,3%. A saúde privada é que tem maior participação neste período, atingindo R$ 144 bilhões em 2015.



Índice de reciclagem cresce 29% no país

Reciclagem ganha contornos melhores nos últimos anos no Brasil – (Foto: Claudio Fachel/Palácio Piratini)

A reciclagem de resíduos de papel, plástico e alumínio cresceu 29% no Brasil nos últimos cinco anos. É o que aponta o relatório da Coalizão Embalagens entregue ao Ministério do Meio Ambiente, em novembro deste ano. O documento faz referência à primeira fase do Acordo Setorial de Embalagens, que normatiza as ações das empresas que fabricam, importam, distribuem e comercializam esses materiais em relação às metas da Política Nacional dos Resíduos Sólidos.

Os dados para o levantamento foram obtidos nas empresas recicladoras de papel, plástico e alumínio espalhadas pelo Brasil. A meta estipulada pelo Acordo Setorial, assinado no final de 2015, previa um aumento de 19,8% no índice de reciclagem no final de 2017. O número registrado foi 9,2% maior do que a expectativa inicial.

De acordo com o relatório, ao longo desse período foram desenvolvidas ações em 732 municípios de 25 estados, com apoio de 802 cooperativas e a instalação de 2.082 Postos de Entrega Voluntária, sendo que a meta inicial era instalar 745.

Após o período de avaliação, previsto na primeira fase do Acordo Setorial de Embalagens, será implantado um sistema de monitoramento mais preciso da cadeia de reciclagem, incluindo cooperativas, os Postos de Entrega Voluntária e recicladoras.

A Coalizão Embalagens é formada por 27 associações, lideradas pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem, o Cempre.