Empresa que lucraria 500 mil da Prefeitura de Caicó com livros vai recolher material

Livros adquiridos de empresa de Fortaleza tem que serem devolvidos

A Prefeitura de Caicó, está devolvendo os livros adquiridos pelo gabinete do prefeito afastado, Robson Araújo, Batata (PSDB), sem que passassem pelo crivo da Secretaria de Educação do Município.

O Ministério Público recomendou, já depois do afastamento do gestor, que o pagamento pela aquisição do material que era de quase 500 mil reais, não fosse realizado. A atual gestão atendeu ao MP e entrou em contato com empresa responsável pelos livros, que é de Fortaleza e cancelou a tratativa.

Os livros que já estavam na sede da Prefeitura de Caicó, estão para serem devolvidos, sem que o Município tenha qualquer ônus.

O procurador jurídico da Prefeitura, Sérgio Magalhães, disse em entrevista ao Blog Sidney Silva, que na quinta-feira (23), a secretária de Educação, Lúcia Gregório, foi ouvida pela Promotora Uliana Lemos, no Inquérito Civil que foi instaurado pela apurar a compra dos livros. Ela disse que não tomou conhecimento da aquisição dos livros e que estranhou, pois, o Ministério da Educação faz repasses de livros didáticos e paradidáticos de forma gratuita.



Carro usado por trio preso em Caicó, era roubado e um dos detidos era foragido

Droga apreendida com Mancuzinho

A Polícia Civil de Caicó confirmou que um dos presos na ação policial da manhã deste sábado, (25), é foragido da Justiça, estando com mandado de prisão expedido pela 17ª Vara Criminal de Natal. Trata-se de YURI SANTANA SOARES DA SILVA, o qual chegou a usar uma certidão de seu irmão, Henrique Santana da Silva, tentando se passar por ele, contudo, os policiais logo conseguiram confirmar a verdadeira identidade do preso, que agora responderá por mais esse crime.

YURI foi preso juntamente com os caicoenses, DALISON LIMA QUEIROZ, conhecido como MANCUSINHO, e MARCOS VINICIUS DOS SANTOS, conhecido como JOGADOR. Os três estavam em um veículo roubado e foram interceptados trazendo drogas para serem vendidas na cidade de Caicó/RN. Eles foram em um bloqueio formado por equipes da Polícia Civil e Militar.

O delegado Ricardo Brito, responsável pelo caso, disse que os policiais civis de plantão na 3ª DRP, receberam uma denúncia anônima de que Mancusinho viajava para Caicó com drogas para serem vendidas na festa da vaquejada do Sabugi e que estava em companhia de outras pessoas que poderiam ser foragidas da Justiça. Um cerco policial foi tentado na cidade de Currais Novos/RN, mas, não logrou êxito. Policiais de Caicó montaram uma barreira para tentar abordar o veículo. A poucos quilômetros da entrada da cidade, uma equipe do GTO iniciou a perseguição aos suspeitos que não obedeceram à ordem de parada e quase “atropelaram” a equipe de policiais civis que fazia o primeiro bloqueio, só sendo parados próximo à rotatória do Bairro Itans, quando outras viaturas da Polícia Militar fecharam a rodovia impedindo a passagem.

Na tentativa de se livrarem do flagrante, os criminosos jogaram a droga às margens da rodovia, pouco antes de serem abordados, mas, o material ilícito foi encontrado pelos policiais civis da 3ª DRP, sendo constatado que se tratava de 1,3kg de cocaína e 50g de maconha. Ao serem conduzidos à delegacia, foi constatado ainda que o veículo utilizado por eles era clonado e havia sido roubado no dia 28/07, na cidade de Natal/RN.

Os três indivíduos presos foram autuados em flagrante e conduzidos ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

O delegado enalteceu o trabalho de parceria realizado entre às polícias Civil e Militar e o apoio da população. “Mais uma vez, a união entre as forças policiais culminou com as prisões de criminosos e com a apreensão de drogas ilícitas. O apoio da população, através de denúncias, é fundamental para trazer de volta a paz que a sociedade tanto precisa”, disse.

Mancuzinho e comparsas presos em Caicó