Festa de Sant’Ana de Caicó terá exposição permanente no Centro de Referência do IPHAN em Natal

Um projeto expográfico está sendo preparado para o novo Centro de Referência do Patrimônio Imaterial do RN que será inaugurado em breve, em Natal, pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A Festa de Sant’Ana de Caicó será um dos bens imateriais exibidos no Centro de Referência.

Sanzia Pinheiro, curadora contratada pelo IPHAN para desenvolver o projeto da exposição permanente, fez contato com a Paróquia de Sant’Ana de Caicó com o objetivo de acessar os acervos da festa para que consigam projetar toda o potencial da celebração.

Continue lendo


Ministério da Saúde diz que Nordeste, RJ e ES poderão ter surto de dengue em 2020

Todos os estados do Nordeste, assim como Espírito Santo e Rio de Janeiro, poderão ter um surto de dengue a partir de março de 2020, afirma o Ministério da Saúde.

“A dengue é uma doença sazonal e o quadro é dinâmico e pode mudar em pouco tempo, mas, no momento, os nove estados do Nordeste e as regiões do Sudeste com grande contingente populacional pouco afetadas em 2019 estão no nosso alerta”, afirmou ao G1 o porta-voz do Ministério da Saúde, Roberto Said.

O Brasil registrou 1.544.987 casos de dengue no ano passado, com 782 mortes, segundo dados da pasta, um aumento de 488% em relação a 2018, um ano considerado atípico pelo Ministério.

*Leia a notícia complete do G1, aqui



Operação Níquel: Juiz Federal determina prisão de sete pessoas, inclusive de um tenente coronel

O Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2 Vara Federal, decretou a prisão de seis pessoas no âmbito da operação Níquel, deflagrada hoje e que recai sobre uma quadrilha especializada em contrabando de cigarros. Foram determinadas as prisões de Aldenir Garcia da Silva, conhecido como “Careca”, André Luís Fernandes da Fonseca, Assaf Elias Assaf, Sildaire Gregório da Silva, conhecido como “Sid”, Leonardo Aparecido do Vale, Julierme Rodrigues de Souza e Thiago Bruno de Queiroz. Além disso, foram determinadas buscas e apreensões e ainda o bloqueio de valores somando R$ 16.185.368,00. Os valores envolvem os bens dos que tiveram a prisão determinada e ainda de José Raimundo Correia Moraes, Luciana de Souza Araújo Silva, Tony Edson Ramos Agostinho Silva, Jardson da Silva, JS Transportadora e Rameca do Nascimento Silva. 

Continue lendo


Saques do PIS movimentarão R$ 38.9 milhões no Rio Grande do Norte

Tribuna do Norte – A Caixa Econômica Federal inicia, nesta quinta-feira, 16, o pagamento do Abono Salarial (Programa de Integração Social – PIS) calendário 2019/2020, para os trabalhadores nascidos no mês janeiro e fevereiro. Os valores variam de R$ 87 a R$ 1.039, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2018. No estado do Rio Grande do Norte 54 mil trabalhadores terão direito ao saque, num total de R$ 38,9 milhões.

Para o calendário de pagamentos 2019/2020 no Rio Grande do Norte, somadas as seis etapas liberadas, a Caixa Econômica Federal já pagou aproximadamente R$ 121 milhões para um total de 151.285 trabalhadores.

Continue lendo


Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 14 milhões

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (15) o prêmio estimado em R$ 14 milhões.

As seis dezenas do concurso 2224 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

O público pode acompanhar os sorteios presencialmente ou pela TV e redes sociais das Loterias Caixa.

De acordo com a Caixa, com o valor total do prêmio é possível adquirir 350 carros populares no valor de R$ 40 mil cada.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer loja lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.



Copinha: Grêmio, Atlético-MG, Vasco e São Paulo avançam

Foram definidos nesta terça (14) os últimos classificados para as oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, com destaque para os gigantes Grêmio, Atlético Mineiro, Vasco e São Paulo.

A equipe que encontrou menor dificuldade para avançar foi o Grêmio. No jogo realizado no estádio Francisco Ribeiro Nogueira, em Mogi das Cruzes, o tricolor gaúcho venceu a Chapecoense por 4 a 0 com gols de Alisson, Vanderson, Wesley e Vitor.

Continue lendo


Governo eleva salário mínimo para R$ 1.045

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciaram na tarde de hoje (14), em Brasília, que o salário mínimo de 2020 será elevado de R$ 1.039 para R$ 1.045. Uma medida provisória (MP) será editada pelo presidente nos próximos dias para oficializar o aumento.

Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, a gente não esperava que fosse tão alta assim, mas foi em virtude, basicamente, da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido, então ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045, a partir de 1º de fevereiro“, afirmou Bolsonaro no Ministério da Economia, ao lado de Guedes. O presidente e o ministro se reuniram duas vezes ao longo do dia para debaterem o assunto.

No final do ano passado, o governo editou uma MP com um reajuste de 4,1% no mínimo, que passou de R$ 998 para R$ 1.039. O valor correspondia à estimativa do mercado financeiro para a inflação de 2019, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, o valor do INPC acabou fechando o ano com uma alta superior, de 4,48%, anunciada na semana passada e, com isso, deixou o novo valor do mínimo abaixo da inflação. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.

*Agência Brasil