Índice de infestação predial do AEDES AEGYPTI cai 0,4% em Caicó

O índice de infestação predial do mosquito Aedes Aegypti em Caicó, caiu 0,4% em relação ao último levantamento realizado em dezembro de 2019, pelo Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde.

Os agentes de endemias comemoram o número de 4% de infestação em todos os bairros da cidade e dizem que isso foi possível graças ao trabalho de conscientização e outras estratégias realizadas junto à comunidade. O setor da cidade mais crítico, continua sendo a Zona Oeste.

Os números existem graças a conclusão do 1º Ciclo de Levantamento Rápido de Índices – LIRAa, realizado entre os dias 13 e 16 de janeiro deste ano.

A Secretaria Municipal de Saúde, através do setor de endemias realizou 1º Ciclo do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) no ano de 2020, realizado entre os dias 13 a 16 de Janeiro.

Os agentes de endemias convocam a população para manter suas casas livres de possíveis criadouros do mosquito que é transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Com a chegada das chuvas aumenta a preocupação com o mosquito Aedes Aegypti e a população deve ter atenção redobrada para não deixar acumular água em reservatórios expostos ao mosquito.



Inmet lança novo alerta de chuva intensa com ‘perigo potencial’ em 133 municípios do RN

Do G1/RN – O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de chuvas intensas, com perigo potencial, em 133 municípios do Rio Grande do Norte – a capital Natal não está entre eles. O alerta é válido das 16h05 desta terça-feira (21) até as 9h da quarta-feira (22).

De acordo com o Inmet, as chuvas terão entre 20 e 30 milímetros por hora ou até até 50 milímetros por dia. Além disso, os ventos serão intensos, atingindo de 40 a 60 km/h.

O instituto aponta que há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos ou descargas elétricas.

Algumas instruções são dadas pelo Imnet. Em caso de rajadas de vento, o ideal é não se abrigar debaixo de árvores, pois há há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Além disso, é recomendados evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

O grau de severidade dado é “perigo potencial”, o segundo numa escala de quatro (em que o quarto é de “grande perigo). O alerta é direcionado, além do RN, a municípios dos estados da Paraíba, Pernambuco, Piauí e Bahia.

As chuvas tem causado transtornos em alguns bairros de Natal, mas também tem contribuído para aumentar o nível dos reservatórios do estado. O açude Gargalheiras, por exemplo, que estava seco, subiu seu nível para 7% segundo relatório do Instituto de Gestão de Águas do RN (Igarn).



Reunião climática confirma inverno chuvoso para o RN

Uma nova reunião climática realizada durante toda esta terça-feira (21) confirmou a previsão de chuvas de fevereiro a maio com características  normal e até acima do normal para o Rio Grande do Norte neste ano. A previsão está de acordo com a análise feita na semana passada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn).

O encontro, por videoconferência com meteorologistas, pesquisadores e especialistas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), aconteceu durante todo o dia e o Chefe da Unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, repercutiu o assunto.

O que foi apresentado na Funceme é que eles apresentaram mais modelos e deu para constatar claramente que, 99% dos modelos mostravam aquilo que nós definimos: a chuva no Nordeste de fevereiro a maio deverá ficar de normal a acima do normal”, aponta Gilmar.

O Estado já vem registrando boas chuvas nos primeiros dias de 2020. Dados da Emparn mostram que, até o dia 15 de janeiro, o número de precipitações registradas no Estado foi 104,4% maior que o mesmo período do ano passado.

*Veja a notícia completa da Tribuna do Norte, aqui



Prognóstico indica 45% de probabilidade de chuvas acima da média no Ceará entre fevereiro e abril

Meteorologistas se reuniram na Funceme em Fortaleza

A esperança do cearense de ter boas chuvas entre os meses de fevereiro e abril deste ano pode se tornar realidade caso se confirme o prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), divulgado nesta terça-feira (21) pelo Governo do Ceará, no Palácio da Abolição. De acordo com o estudo feito pela instituição, o estado tem 45% de chance de receber chuvas acima da média para o trimestre. Já a probabilidade das precipitações ficarem em torno da média é de 35% e de ficar abaixo da média é de 20%.

Continue lendo