Prefeita de Conde/PB nega ter mandado prender Padre

Prefeita Marcia Lucena gravou vídeo desmentido a informação de que mandou prende o padre – (Foto: Walla Santos)

Click PB – Em resposta às denúncias de que teria mandado prender o padre Luciano, a prefeita Márcia Lucena publicou um vídeo na tarde deste sábado (3) negando que tivesse ordenado a prisão dele. Na gravação verificada pelo ClickPB, ela explica que o comandante da Guarda Civil Municipal, a Arquidiocese da Paraíba e a Polícia Civil vão apurar o que aconteceu. A gestora chamou o ato de ‘circo’ se referendo a uma armação da oposição contra ela.

No vídeo, ela argumenta que nem sabia do ocorrido, se referindo a mudança de cor de azul para marrom feita pelo padre no monumento ‘Cruzeiro’ que é símbolo da igreja. “Eu não mandei prender ninguém. Eu nem sabia”, disse a gestora.

Ainda segundo a gestora, a mudança de cor na cruz para o azul foi feita para harmonizar com o barroco do patrimônio local. 

Em resposta ela também afirmou que o religioso teria pedido para pintar a cruz de marrom para combinar com as cores das portas da igreja.


Depois de mandar pintar cruz, padre é conduzido a Delegacia em cidade da Paraíba

Padre Luciano foi conduzido a Delegacia de Polícia

Click PB – O padre Luciano Gustavo Lustosa da Silveira, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Conde foi preso na manhã deste sábado (3) após mandar trocar a cor do monumento da igreja. Segundo informações obtidas pelo ClickPB, a solicitação da mudança já havia sido feita desde julho, mas a prefeita Márcia Lucena (PSB) teria autorizado a troca da pintura do Cruzeiro, que é originalmente marrom para azul. Segundo o religioso, o monumento é de pertencimento da paróquia e não da prefeitura. Ele foi conduzido à delegacia de Alhandra, pela Guarda Municipal.

“…É uma coisa absurda! A gente fica de boca aberta diante dos desmandos, da arbitrariedade, do autoritarismo. Sabemos que existe um viés comunista nisso, né? E sabemos que, quem é comunista, odeia igreja, odeia padre, tudo que é religioso, persegue, é autoritário e não tem caridade com ninguém!”, disse o religioso.

A ação de prender o religioso foi repudiada pela população da cidade. Segundo informações preliminares da comunidade a gestora  que é candidata à reeleição teria uma relação estremecida com os cristãos da cidade.

*Veja o vídeo do Portal A Voz do Conde