Acusação e defesa entregam alegações finais no processo da morte de Zaira Cruz

Pedro Inácio de Maria pode ser pronunciado

O processo da morte da currais-novense, Zaira Cruz, teve novas movimentações nas últimas semanas. É que o promotor Geraldo Rufino de Araújo Júnior a advogada Kalina Leila de Medeiros, assistente do MP no caso, apresentaram as alegações finais. O mesmo foi feito pela defesa do réu, Pedro Inácio de Maria, patrocinada pela advogada Andreia de Oliveira.

Agora, o juiz, decidirá, diante do que foi apresentado pelas partes (acusação e defesa), se manda o réu à Júri Popular.

O policial militar, Pedro Inácio, permanece preso no Quartel do Comando Geral da PM em Natal. Sua advogada tentou vária vezes que ele respondesse ao processo em liberdade, mas, não obteve êxito.

Relembre

A jovem Zaira Cruz foi encontra dentro de um carro no interior da sede de um bloco de carnaval, no mês de março de 2019, em Caicó. O principal suspeito, réu no processo, é o policial Pedro Inácio de Maria.

Alegações finais, também chamadas de razões finais, é uma fase do processo penal, após o encerramento da instrução processual, onde são apresentados os argumentos finais de ambas as partes, por meio de debate oral ou apresentação de memoriais.


Tribunal mantém júri popular para acusados de matar Marielle

Júri popular dos réus é mantido pelo TJRJ

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) confirmou hoje (9) a decisão de levar a júri popular o policial reformado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio de Queiroz. Ambos são acusados de serem os autores do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes em 14 de março de 2018.

O júri popular já havia sido determinado em decisão de primeira instância em março do ano passado. No entanto, as defesas dos réus recorreram. A confirmação do júri popular se deu por unanimidade na segunda instância, em julgamento composto por três desembargadores: Luiz Zveiter, Denise Vaccari e Katya Monnerat.

A defensora pública do estado, Cláudia Taranto, se manifestou contrária ao recurso apresentado pelos acusados. Ela citou algumas provas coletadas na investigação e considerou já haver muitos indícios da autoria do crime. “Nessa fase, não se discute prova. Caberá à soberania do júri decidir sobre o que está sendo falado aqui”.

Continue lendo

Dupla presa com Ecstasy em Caicó é encaminhada ao presídio

Clélio estava com outro homem

A ação que prendeu o caicoense, Clélio José de Sena Filho, juntamente com o mossoroense, Antônio Alexandre Tavares, foi registrada no final da manhã desta terça-feira (09). Eles foram detidos nos Correios, portando cerca de 500 comprimidos de Ecstasy.

A Polícia Federal agiu com o apoio da Polícia Civil.

Depois de autuados na Delegacia, os dois foram conduzidos à Penitenciária Estadual do Seridó, onde ficam a disposição da Justiça.


Polícia Federal prende nos Correios em Caicó dupla com 500 comprimidos de Ecstasy

Comprimidos de Ecstasy apreendidos pela PF

A Polícia Federal, com apoio da Polícia Civil, prendeu em flagrante na tarde desta terça-feira (9/2), em uma agência dos Correios na cidade de Caicó/RN, dois homens de 38 e 39 anos, respectivamente, acusados de tráfico de drogas. Com eles foram apreendidos aproximadamente 500 comprimidos com característica de ecstasy.

A ação teve início quando a PF, utilizando o auxílio de cães, realizava inspeção nas encomendas postais no centro de distribuição dos Correios em Natal e detectou um pacote suspeito enviado de São Paulo que tinha como destinatário uma pessoa em Caicó.

PF usou cães farejadores para encontrar a droga

Os policiais então se deslocaram até aquela cidade e aguardaram a encomenda ser retirada, oportunidade em que dois homens apareceram e foram abordados no momento em que tentavam deixar a agência. De imediato o pacote foi aberto e continha um carrinho de brinquedo que trazia camuflado na carroceria, um saco plástico com os comprimidos.

Os homens receberam voz de prisão e ao serem identificados, um dos envolvidos apresentou documentação falsa. Eles foram conduzidos e autuados na Delegacia da Polícia Civil.

Indiciados por tráfico interestadual de drogas e um deles, também por uso de documento falso, os acusados encontram-se custodiados na Delegacia da Polícia Civil de Caicó, à disposição da Justiça.


TRE suspende direitos políticos de ex-governador Robinson Faria

Com a condenação, Robinson fica inelegível – (Foto: Caio Vale)

Por quatro a três, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) suspendeu por oito anos os direitos políticos do ex-governador Robinson Faria, que foi investigado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) por abuso de poder econômico nas eleições municipais de 2018, quando tentou a reeleição e perdeu para a governadora Fátima Bezerra (PT). O presidente da Corte, desembargador Gilson Barbosa proferiu o voto de desempate, o chamado voto de minerva, pela condenação do ex-governador, acompanhando o voto do relator, desembargador Ibanez Monteiro, entendendo que houve abuso de poder econômico com inauguração de restaurantes populares no ano das eleições.

Continue lendo

Gedson Santos não deixou a gestão de Tadeu

Por que o e enfermeiro, Gedson Nogueira Santos, assumiu definitivamente a direção do Hospital do Seridó, referência no atendimento materno-infantil em Caicó deixando a Secretaria de Planejamento e Articulação Política?

O Blog Sidney Silva soube do próprio prefeito, Dr. Tadeu, que atendeu um pedido pessoal de Gedson.

A portaria com a sua exoneração foi assinada nesta segunda-feira (08).

Em contato com o Blog, Dr. Tadeu disse que “Gedson segue ao seu lado na gestão e que vai se dedicar a pautas específicas no Hospital do Seridó, como a retomada das cirurgias eletivas, a implantação de uma Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais – UCIN e a manutenção do plantão pediátrico”.

A designação de Gedson Santos para assumir a direção do Seridó não ocorre através de portaria e, sim, por contrato, via Secretaria de Saúde.


OMS diz ser improvável que vírus tenha escapado de laboratório

OMS descarta saída de virus de laboratório

Um especialista da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse hoje (9) que é improvável que o novo coronavírus tenha escapado de um laboratório chinês, defendendo a possibilidade de ter sido transmitido por um animal.

O especialista em segurança alimentar e doenças animais da OMS Peter Ben Embarek fez um resumo da investigação que está sendo feita por uma equipe de cientistas chineses e da OMS sobre as possíveis origens do novo coronavírus em Wuhan, a cidade chinesa onde os primeiros casos de covid-19 foram diagnosticados.

O Instituto de Virologia de Wuhan, um dos principais laboratórios de pesquisa de vírus da China, construiu um arquivo de informações genéticas sobre coronavírus em morcegos, após o surto da Síndrome Respiratória Aguda Grave, que surgiu no país asiático em 2003.

Isso levou a alegações de que a covid-19 poderia ter saído daquelas instalações, hipótese sugerida pelo ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

Agência Brasil