Assalto à casa de praia em Jacumã acaba com idoso morto

Idoso morreu na ação criminosa

Um idoso de 66 anos identificado como Edilson Alves Camelo foi morto a tiros durante um assalto, na madrugada deste domingo (14), em um casa de praia, Jacumã, litoral Norte do Estado. De acordo com a polícia dois criminosos usando armas longas foram os autores do latrocínio.

Segundo o delegado Marcus Vinícius, da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa),, um grupo de familiares estava na varanda da residência quando os bandidos chegaram “Eles já chegaram atirando para amedrontar as vítimas, em seguida um cachorro da casa se soltou atrapalhando a investida dos bandidos e foi nesse momento que eles atiraram mais ainda atingindo o dono da casa”, informou.

O delegado ainda relatou que os assaltantes fugiram pelo mesmo local que chegaram sem nada levar. Na casa foram encontradas cápsulas de escopeta calibre 12 e de pistola 9 milímetros. Na residência existiam cerca de 15 pessoas. A Polícia Militar foi acionada, assim como o ITEP para os procedimentos cabíveis.

Portal B.O


Oficial de justiça caicoense publica livro sobre trabalho infantil na Amazônia

Livro já está disponível para aquisição

A publicação do livro “Amazônia e Trabalho Infantil: uma abordagem envolvendo política pública, crianças indígenas e fronteiras” converge com o momento em que dados do IBGE, divulgados na PNAD contínua, em dezembro de 2020, revelam que o Trabalho infantil ainda atinge 1,768 milhão criança e adolescentes.

O autor é o Oficial de Justiça Avaliador Federal e mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia, Edmilson Alves do Nascimento, atualmente lotado na Justiça Federal de Pernambuco e exercendo suas atividades em Garanhuns.

Segundo o autor, o livro é resultado de uma pesquisa desenvolvida entre março de 2014 e fevereiro de 2016, no Instituto de Natureza e Cultura – INC, Campus da UFAM, em Benjamin Constant/AM, no curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (PPGSCA).

Continue lendo

STF tenta há dez meses notificar deputado denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro

Deputado Paulinho da Força (Solidariedade-SP) – (Foto: Luiz Macedo/Câmara dos Deputados)

O Supremo Tribunal Federal (STF) tenta há dez meses notificar o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, e o chefe de gabinete do parlamentar a apresentarem defesa em uma denúncia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Sem a notificação, o processo está parado aguardando o início do prazo para que ambos se manifestem. Os dois negam as acusações.

A investigação tem como ponto de partida a delação feita por executivos da Odebrecht em 2016, e a denúncia foi apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 3 de abril de 2020.

No documento, a subprocuradora-geral Lindôra Araújo diz que a empreiteira fez pagamentos ao deputado para “comprar o apoio do parlamentar (…) notadamente para orientar, influenciar, arrefecer e dissuadir eventuais sindicais contrários aos negócios” e para “comprar o apoio do parlamentar para o incentivo da participação privada no setor de saneamento básico”.

Ainda segundo a denúncia, o chefe de gabinete do deputado, Marcelo de Lima Cavalcanti, foi o responsável por receber os recursos da construtora, em dinheiro vivo, que somaram R$ 1,8 milhão.

Os pagamentos são comprovados, diz a PGR, por registros de contatos entre Marcelo e a transportadora dos valores e por depoimentos de funcionários da empresa, que, de acordo com a procuradoria, confirmam os dados do “sistema de gerenciamento de propinas” da Odebrecht.

G1


Ninguém acerta a Mega-Sena e próximo concurso deve pagar R$ 29 milhões

Mega-Sena – (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.344 da Mega-Sena sorteadas ontem (13), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo.

O prêmio acumulado para o próximo sorteio (concurso 2.345), que ocorrerá na quarta-feira (17), está estimado em R$ 29 milhões.

Os números sorteados foram 11 – 17 – 25 – 38 – 52 – 57.

A quina teve 59 ganhadores, com prêmio individual de R$ 42.795,90. Acertaram quatro números 4.548 apostadores, que receberão cada um, R$ 793,11.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet. Um jogo simples, de seis números, custa R$ 4,50.

Agência Brasil