Após reunião, prefeitos do Seridó encaminham apelo ao Governo do Estado por ampliação de leitos Covid em Caicó

Prefeitos apelam ao Governo por novos leitos Covid

O prefeito de Caicó/RN, Dr. Tadeu, participou neste domingo (28), de reunião virtual com prefeitos de cidades da região Seridó, para tratar sobre ações conjuntas visando reduzir os impactos do aumento dos casos de Covid-19.

Um dos resultados foi a elaboração de ofício solicitando à governadora Fátima Bezerra o aumento dos leitos Covid em Caicó, a ampliação de serviço para atendimento de pessoas com sintomas leves da doença e o envio de mais vacinas para imunizar a população.

A preocupação do prefeito Dr. Tadeu e dos demais gestores é com o aumento dos casos e a pouca quantidade de vacinas que estão sendo disponibilizadas para imunizar a população.

Em Caicó, a demanda tende a aumentar nas próximas semanas, haja vista o que mostram os números e, com isso, corremos o risco de não ter leitos suficientes para atender a demanda. Por isso, estamos, juntos, encaminhando um apelo ao governo do estado para tentar solucionar essas questões”, disse Dr. Tadeu.

Participaram da reunião, além do Dr. Tadeu, os prefeitos, Odon Jr (Currais Novos), Samuel Souto (Ouro Branco), Serginho (Serra Negra do Norte), Fernando Bezerra (Acari), Luciano Santos (Lagoa Nova), Inácio Macedo (Tenente Laurentino Cruz), Ivanildinho (Timbaúba dos Batistas) e Joaquim de Medeirinho (Cruzeta).


Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Novo aumento para combustíveis é anunciado

A Petrobras anunciou hoje (1º) um novo aumento nos preços da gasolina, do óleo diesel e do gás de botijão vendidos nas refinarias. A partir de amanhã (2), a gasolina ficará 4,8% mais cara, ou seja, R$ 0,12 por litro. Com isso, o combustível será vendido às distribuidoras por R$ 2,60 por litro.

O óleo diesel terá um aumento de 5%: R$ 0,13 por litro. Com o reajuste, o preço para as distribuidoras passará a ser de R$ 2,71 por litro a partir de amanhã.

Já o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de botijão ou gás de cozinha, ficará 5,2% mais caro também a partir de amanhã. O preço para as distribuidoras será de R$ 3,05 por quilo (R$ 0,15 mais caro), ou seja R$ 36,69 por 13 kg (ou R$ 1,90 mais caro).

Segundo a Petrobras, seus preços são baseados no valor do produto no mercado internacional e na taxa de câmbio.

Importante ressaltar também que os valores praticados nas refinarias pela Petrobras são diferentes dos percebidos pelo consumidor final no varejo. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis pelas distribuidoras, no caso da gasolina e do diesel, além dos custos e margens das companhias distribuidoras e dos revendedores de combustíveis”, destaca nota divulgada pela empresa.

Agência Brasil