Bispos católicos prorrogam medidas restritivas em Igrejas até 17 de março

Igrejas seguem com restrições

Os bispos da Igreja Católica no Rio Grande do Norte, Dom Jaime Vieira Rocha (Natal), Dom Mariano Manzana (Mossoró) e Dom Antônio Carlos Cruz (Caicó), publicaram neste sábado (06), documento que prorroga as medidas restritivas para evitar o contágio do novo coronavírus. O prazo é até o dia 17 de março, seguindo o Decreto nº 30.388, de 5 de março de 2021, do Governo do Estado do RN.

Na nota, os bispos afirmam que compreendem a gravidade do momento e em espírito de recíproca cooperação e corresponsabilidade; e tendo em conta a vida como bem maior a ser preservado, decidem continuar com a suspensão das celebrações de forma presencial com fiéis.

As missas continuam sendo celebradas, nas igrejas catedrais e nas igrejas matrizes de portas fechadas, com a restrita participação de uma equipe celebrativa de apoio.

O sacerdote celebrante, a referida equipe celebrativa de apoio e os funcionários da paróquia, terão o direito de locomoção assegurado (ida e retorno – de suas residências ao local da celebração), mesmo aos domingos, conforme garantia do Decreto nº 30.388.

As celebrações devem ser transmitidas, através das plataformas digitais de comunicação da própria paróquia, sempre que possível, especialmente no domingo.

As igrejas permanecerão abertas, exceto aos domingos, em seus regulares horários de funcionamento, para os momentos de orações pessoais dos fiéis, obedecendo todos os protocolos sanitários e em consonância com os horários e normas do “toque de recolher”.

Os atendimentos individuais dos fiéis pelos padres e secretarias paroquiais, será mantido nos dias e horários habituais – exceto aos domingos.


Forças de segurança começam a fiscalizar toque de recolher em Caicó neste sábado (06) às 17h

Secretário de Segurança, Coronel Araújo – (FOTO: Canindé Soares)

Com saída às 17 horas da sede do 6° Batalhão de Polícia Militar, as forças de segurança pública do Rio Grande do Norte iniciam neste sábado (6), em Caicó, as ações de fiscalização e conscientização para garantir o cumprimento do novo toque de recolher e demais medidas restritivas contidas no decreto estadual nº 30.388/2021.

O toque de recolher começa às 20h e, no caso deste final de semana, estará em vigor até 6h da segunda-feira, dia 08. As novas medidas foram adotadas pelo Governo do RN em razão das altas taxas de transmissibilidade do novo coronavírus e da maciça ocupação de leitos de UTI, que se somam à baixa cobertura vacinal da população. No início da tarde, a taxa de ocupação de leitos no Rio Grande do Norte era de 96% e, na Regional Seridó, 97,2%.

Serão 34 horas direto, com uma ação integrada para combater a pandemia. Essa é a principal ação deste final de semana e está sendo articulada com os municípios, que estão se somando nessa questão. O toque de recolher, independente de decreto municipal, vale para todo o estado do RN, e por isso está se pedindo contribuição dos municípios com a Guarda Municipal, onde houver, e da população como um todo, para criar uma grande barreira contra a expansão do coronavírus. Esta é uma ação do Pacto pela Vida que precisa da solidariedade e contribuição da sociedade”, frisou o coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro.

A integração entre as forças de segurança do estado é um ponto importante para o sucesso da missão.

Não estamos nas ruas para prender as pessoas de bem. Este trabalho, antes de tudo, é de conscientização e educação. É preciso a colaboração de todos, para juntos vencermos esta doença“, ressaltou, o coronel Francisco Araújo, Secretário de Segurança Pública do RN.

A professora Fátima Bezerra nos confiou esta missão. E esta primeira ação de cumprimento do novo decreto começa agora, às 20h deste sábado, e vai até as 6h da manhã de segunda-feira. É um trabalho intenso, e que requer a abnegação de todo o nosso efetivo“, acrescentou o coronel Araújo.

FIQUE POR DENTRO

De segunda a sábado, o toque de recolher vai das 20 horas até as 6h do dia seguinte. Nos domingos e feriados a restrição é em tempo integral, ou seja, o dia todo.

O Estado do Rio Grande do Norte disponibilizará suas forças de segurança aos municípios, por meio das operações do Programa Pacto Pela Vida, para coibir aglomerações, seja em espaços públicos ou privados, abertos ou fechados.

É permitido o deslocamento de pessoas durante a vigência do toque de recolher, seja mediante serviço de transporte de passageiros ou veículo próprio, restritamente em SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA ou para o DESLOCAMENTO ENTRE O LOCAL DE TRABALHO E O DOMICÍLIO RESIDENCIAL.


Governo do RN edita novo decreto e amplia toque de recolher

Com o sistema de saúde à beira da saturação, apesar da abertura de novos leitos para pacientes Covid nas últimas semanas, considerando a circulação de três novas cepas do novo coronavírus em território potiguar; a baixa proporção da população vacinada, e, principalmente, o aumento do número de mortes e de pessoas infectadas pela doença, o Governo do RN edita novo decreto com medidas restritivas mais duras para enfrentamento da pandemia no Rio Grande do Norte.

A partir deste sábado (06), conforme Decreto 30.388/2021 que será publicado no Diário Oficial do Estado, fica estendido o horário do “toque de recolher”, com a proibição de circulação de pessoas em todo o RN, como medida de diminuição do fluxo de pessoas em ruas e espaços públicos e mitigação de aglomerações.

De segunda a sábado, o toque de recolher vai das 20 horas até as 6h do dia seguinte, e em horário integral nos domingos e feriados. O Estado do Rio Grande do Norte disponibilizará suas forças de segurança aos municípios, por meio das operações do Programa Pacto Pela Vida, para coibir aglomerações, seja em espaços públicos ou privados, abertos ou fechados.

Continue lendo

Casos de Dengue, Zica e Chikungunya continuam sendo confirmados no RN

Arboviroses continuam com registros no estado

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou, nesta sexta-feira (05), o mais recente informe epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica 1 até a 7, encerrada em 03 de março de 2021. Segundo o informe, foram notificados 639 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais foram confirmados 77 casos e 254 descartados, com uma incidência de 18,08 casos por 100.000 habitantes.

Com relação à chikungunya, foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 7, 162 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 32 casos e 28 descartados, o que corresponde a uma taxa de incidência de 4,58 casos por 100.000 habitantes.

Já no que diz respeito à Zika, entre a semana epidemiológica 1 a 7 de 2021 no RN foram notificados 25 casos suspeitos da doença, sendo 4 casos confirmados e 6 descartados, apresentando uma taxa de incidência de 0,71 casos por 100.000 habitantes.

O boletim informativo mostra que a V Região de Saúde é a que apresenta maior incidência de casos de arboviroses no RN, com a presença dos três agravos no momento. Segundo a coordenadora do Programa Estadual das Arboviroses Urbanas da Sesap, Flávia Moreira, “embora no momento os dados mostrem taxas de baixa incidência, estamos próximos ao período sazonal de aumento dos casos de dengue, Zika e chikungunya. Então a população deve estar atenta à limpeza dos quintais, lixos e armazenamento de água. As medidas de controle do Aedes aegypti possibilitam minimizar os efeitos maléficos das arboviroses”.


Sesap instala mais 1 leito de UTI em Caicó e 2 clínicos em Currais Novos

Novo leitos de UTI começam a ser instalados na região Seridó

Além da Região Metropolitana e o Oeste, a Região do Seridó também integra o plano de expansão de leitos Covid do Governo do RN. Foram cadastrados, nesta sexta-feira (05), no Sistema Regula RN mais dois leitos clínicos no Hospital Regional Mariano Coelho, em Currais Novos, e um leito de UTI no Hospital Regional Telecila Freitas Fontes, em Caicó. Nos próximos dias serão abertos mais quatro leitos de UTI em Caicó e novos leitos clínicos em Currais Novos.

O Seridó foi uma região de saúde que não precisou encaminhar pacientes para outras regiões porque, diante da capacidade instalada, sempre conseguiu fazer a resolução das situações. Mas, no momento, visualizamos uma taxa de ocupação de 100% dos leitos críticos e um cenário de aumento de mortalidade. Estamos correndo para expandir leitos, mas cabe ressaltar que o caminho não é apenas expandir leitos. Precisamos fazer cumprir os decretos, fortalecer o Pacto pela Vida, defender o SUS e manter o distanciamento social como uma premissa fundamental para que a gente possa, nos próximos dias, reduzir esse cenário na região do Seridó”, pontuou a secretária adjunta da saúde, Maura Sobreira.

Desde o ano passado, para enfrentar a pandemia, foram montados 30 leitos de UTI Covid no Hospital Regional de Caicó, além de 18 leitos clínicos. Em Currais Novos, o Hospital Mariano Coelho – referência em atendimento materno-infantil – recebeu cinco leitos de UTI e 7 leitos clínicos.

Em Caicó – onde o hospital regional conta com um tomógrafo – e Currais Novos, os equipamentos de raio-x e ultrassonografia vem dando suporte no diagnóstico e acompanhamento de pacientes Covid e outras patologias de toda a região Seridó. Mais de 8 mil pacientes suspeitos ou confirmados  Covid  foram atendidos no pronto atendimento durante a pandemia, com quase 1.000 altas nas duas unidades hospitalares.