Açude Mundo Novo completa 100 anos e receberá como presente o seu desassoreamento

Construído em 1915, o Açude Mundo Novo completa, portanto, 100 anos em 2015. Sua capacidade original era de 3.600.000 m3, constituindo uma bacia hidráulica de 100 ha, tem como afluentes principais o Rio Mundo Novo e o Riacho do Fechado.

Durante esse período passou por situações difíceis chegando a secar algumas vezes, principalmente a partir dos anos 80. “Antes disso, nunca vimos esse açude seco. Pelo contrário, ele sangrava todos os anos”, afirma José Aprígio, morador do Mundo Novo desde que nasceu.

O período atual, portanto, constitui o mais difícil de sua existência, pois secou em dezembro de 2014 e não captou nenhum volume d`água em 2015, pelo menos até o dia 20 de junho.

O programa de Vazanteiros hoje é o seu marco principal. Mais de 200 pequenos agricultores fazem plantios diversos numa parceria com a Emparn, produzindo principalmente forragens para os seus rebanhos. Essa parceria já resultou inclusive num trabalho de mestrado da UFRN, no Curso de Geografia.

“Enfim, no seu centenário, o Açude Mundo novo receberá um grande benefício. O seu desassoreamento a ser iniciado em breve. Os procedimentos jurídicos estão em fase final, já temos em mãos boa parte das licenças dos órgão competentes, e esperamos ainda em junho começarmos os trabalhos.Estamos conversando também com todos os vazanteiros, a quem não devemos e nem pretendemos prejudicar. Na verdade, os benefícios do desassoreamento são claros, e podemos citar dentre eles, a recuperação do volume original, a limpeza após anos de sedimentação de materiais diversos e a melhoria da área de plantio”, disse José Augusto – Diretor Regional da EMPARN/Caicó.