Amante é morto após se declarar para mulher casada na PB

AMANTE 2O auxiliar de serviços gerais Marivaldo Matias Avelino, 27 anos, foi assassinado na manhã deste domingo (24), na cidade de Assunção, no Cariri paraibano. A polícia acredita o crime teve motivação passional. O suspeito Dênis Henrique de Araújo, 30 anos, foi preso e confessou a autoria, alegando que teria matado o auxiliar depois que a vítima teriaido procurar a esposa dele para declarar amor.

O homem está detido na cadeia pública da cidade de Taperoá, na mesma região.

Segundo a Polícia Civil, amigos e testemunhas confirmaram que Marivaldo e a esposa do acusado tinham um relacionamento amoroso. Por volta das 8h, Marivaldo foi até a casa da mulher e começou a chamar pelo nome dela.

Neste momento o marido a moça, Dênis Henrique, foi a até a frente da residência e questionou a atitude do homem. De acordo com a polícia, a vítima teria respondido “minha conversa não é com você. É com sua esposa” e o suspeito desferiu um golpe de faca no peito da vítima.

Marivaldo ainda tentou correr mesmo ferido, mas acabou caindo metros depois da casa e morreu após perder muito sangue. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito não fugiu do local e recebeu voz de prisão ainda na residência.

A Folha do Sertão informou que Dênis Henrique foi levado para a delegacia de Taperoá, onde foi ouvido e autuado pelo delegado Ariosvaldo Adelino.

Em depoimento, ele assumiu a autoria do crime e disse que matou a vítima porque sabia de seu caso amoroso com a esposa dele e pela ousadia da vítima ter ido até a sua casa. A faca usada no crime também foi apreendida pela polícia.