Após 25 anos, PSG tenta repetir façanha contra o Real Madrid para seguir na Champions

PSG e Real Madrid acontece hoje no Parque dos Príncipes na França

Um dos times que mais investiu na janela de transferências, o Paris Saint-Germain terá um teste de fogo nesta terça-feira (6), na capital francesa. Diante de seus torcedores, o time francês terá que vencer o gigante Real Madrid para seguir em busca do título inédito da Champions League. Além disso, terá que superar a ausência do brasileiro Neymar, que operou no último sábado após fraturar o pé direito. Para avançar, os comandados de Unai Emery terão que repetir o feito que conseguiram há 25 anos.

Na temporada 1992-93, o PSG eliminou os merengues da extinta Copa da Uefa, depois de perder por 3 a 1 no primeiro jogo. No Parque dos Príncipes, os franceses deram a volta por cima e venceram por 4 a 1. Se esse placar se repetir no duelo desta terça, a vaga para as quartas de final da Champions fica em Paris.

Do outro lado, porém, está o time mais vezes campeão do torneio, com 12 títulos. A esperança madridista recai sobre Cristiano Ronaldo, artilheiro máximo da Champions com 116 gols em 147 jogos. Se as marcas individuais impressionam, coletivamente não é diferente. O Real Madrid disputa a principal competição interclubes pela 21ª temporada consecutiva, a mais longa sequência da história. Além disso, o time espanhol chegou às semifinais nas últimas sete edições, outro recorde para a equipe de Zidane.

Após a vitória em casa, os merengues avançam às quartas de final mesmo perdendo por um gol de diferença, seja qual for o placar. Um 2 a 0 ou outro marcador com diferença maior de três gols dá a vaga ao PSG. Novo 3 a 1 leva o duelo para a prorrogação, enquanto outro resultado maior que esse, mas com dois gols de diferença, como 4 a 2, por exemplo, classifica o Real Madrid.

No outro jogo desta terça, vida tranquila para o Liverpool. Depois de vencer o Porto fora de casa por 5 a 0, o time de Firmino pode até perder por quatro gols de diferença na Inglaterra que ainda assim fica com a vaga. As partidas começam as quinze para as cinco da tarde, horário de Brasília.