Balística: ITEP já examinou mais de 1000 armas em 2015

Os peritos criminais do Instituto Técnico-Científico de Polícia já realizaram esse ano 1123 exames em armas de fogo. O número equivale a 72% do total de exames de balística feitos no ano passado.

De acordo com a estatística apresentada pela Coordenação de Criminalística, apesar de ter reduzido o número de técnicos no setor, a quantidade de perícias realizadas tem aumentado a cada ano.

Em 2013 foram realizados 1256 exames; em 2014 esse número subiu o para 1546; e a expectativa desse ano é que a gente ultrapasse essa quantidade ainda no primeiro semestre”, disse o capitão Franklin Ramalho, coordenador da Criminalística.

Micro Comparação

Entre os laudos de balística produzidos pelo ITEP, o de micro comparação chama a atenção pela quantidade, 65 somente nos primeiros quatro meses do ano. “O ITEP é um dos institutos de perícia do país com a maior média de laudos deste tipo concluídos por mês. Mensalmente, cada perito encaminha [as autoridades policiais e do Judiciário], cerca de oito [exames]”, garante o diretor geral Odair Junior.

No exame de micro comparação o perito criminal atesta se um determinado projétil recolhido em um local de crime ou retirado de um cadáver foi disparado por aquela arma apreendida pela polícia.

Clique aqui para ver vídeo onde perito Ramon Guimarães explica o exame de micro comparação

 Mutirão

Em fevereiro passado, a equipe de perícia da Subcoordenadoria de Mossoró examinou 619 armas de fogo, durante o mutirão realizado no período de momo. 65 delas tinham sido encaminhadas ao setor este ano.

PARA LER MAIS SOBRE O ITEP ACESSE:  itep.rn.gov.br