Caern alerta Dnocs que ponto de captação de adutora não atende mais necessidades

Diretores da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) participaram de uma reunião na sede do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), em Fortaleza (CE), na quinta-feira, dia 15. A diretoria da companhia esteve no Dnocs para prestar informações sobre a Adutora Serra de Santana, que abastece cidades da região Seridó do Rio Grande do Norte a partir da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e que, em consequência da grave crise hídrica, entrou em colapso.

Segundo a diretora de Empreendimentos da Caern, engenheira Geny Formiga, o objetivo da audiência foi informar da necessidade de ampliação da extensão do ponto de captação da Adutora Serra de Santana além do local em que estava previsto. Atualmente, o Dnocs executa as obras de construção da adutora emergencial de Caicó para atenuar as consequências da seca nas cidades de Caicó, Jardim de Piranhas, Timbaúba dos Batistas e São Fernando. Essa adutora emergencial depende da extensão da Serra de Santana. Além de Geny Formiga, também participou da reunião o diretor de Planejamento e Finanças, Anton Safieh.

Com a redução no nível de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o ponto de captação antes previsto para a adutora não atende mais à necessidade de funcionamento do sistema com a adutora emergencial. Por causa disso, a diretoria da Caern tomou a iniciativa de expor a situação para o órgão do Governo Federal que atua na execução de obras destinadas a combater as consequências da seca.