Caicó: 2 anos se passaram desde a morte do empresário Dinoberg Almeida e ninguém foi preso

Dinoberg Almeida morreu em 2018 depois de ser ferido com disparo de arma de fogo

Nesta quinta-feira, dia 13 de agosto, está completando 2 anos da morte do empresário caicoense, Dinoberg de Moura Almeida. Ele faleceu aos 36 anos, na UTI do Hospital Regional do Seridó, em Caicó, não resistindo ao ferimento causado por disparo de arma de fogo efetuado por assaltantes que tentavam entrar na casa de seus pais, no Bairro Maynard, em Caicó, no dia 13 de agosto de 2018.

Os familiares de Dinoberg de Moura, o homenageiam em Missa celebrada nesta quita-feira ao meio dia na Igreja Matriz de São José, no Bairro Paraíba, aqui em Caicó.

No dia do fato, era por volta das 5hs40min quando Dinorá Almeira, mãe de Dinoberg, saía para a prática de exercícios físicos. Ela foi abordada pelos dois ladrões na garagem e gritou por socorro. Seu filho que morava ao lado, ouviu e correu para ajudar, mas, em meio a abordagem, um dos bandidos atirou e Dinoberg foi ferido. Os bandidos empreenderam fuga sem levar nada da casa e os pais, socorreram o filho para o Hospital Regional.

O empresário, Dinoberg Almeira, passou por cirurgia para correção dos danos provocados pela bala que atingiu parte do pâncreas, intestino e um dos rins. Depois, foi internado na UTI e em meados da tarde, faleceu.

As polícias, Militar e Civil, foram acionadas e várias diligências foram realizadas na tentativa de identificar e prender os dois homens que praticaram o crime, mas, não houve êxito.

Os peritos do ITEP, estiveram na residência e realizaram perícia que faz parte do inquérito policial que ainda hoje está em aberto.

No dia 25 de outubro de 2018, a Polícia prendeu em Fortaleza/CE, 3 pessoas com drogas e, entre eles, o caicoense, Joênio de Araújo Fernandes, de 20 anos, que, segundo a Polícia Civil, era suspeito de ter participado da morte do empresário Dinoberg. Não se tem informação concreta sobre sua participação no crime.

Os familiares aguardam por uma solução para o crime, que seria, a prisão dos dois homens que invadiram a sua residência e tiraram a vida de Dinoberg.