Caicó: Advogado preso aguarda Coap fazer sua transferência para Sala de Estado Maior

O juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça, deferiu o pedido da Subsecção da OAB/Caicó, para que o advogado, Geovaniny Fonseca Pimentel, preso na noite de sexta-feira (27), portando arma de fogo (ilegalmente) e na companhia de dois homens, que segundo a polícia, tinham tentado fazer assalto em uma academia, fosse encaminhado para uma “Sala de Estado Maior”. Essa é uma prerrogativa dos advogados e na Delegacia de Polícia Civil de Caicó, não existe o espaço solicitado.

O presidente da Seccional de Caicó, o advogado Marx Helder Fernandes, disse que estão aguardando a Coordenadoria de Administração Penitenciária proceda com a transferência. Ele contou ainda que existe a possibilidade de Geovaniny ficar em prisão domiciliar.