Caicó: Eletricista que matou mecânico com golpes de punhal é indiciado por homicídio duplamente qualificado

Depoimento de Eltinho não convenceu a Polícia Civil

O delegado, Leonardo Germano, indiciou por homicídio doloso e duplamente qualificado, o eletricista Élinton Araújo dos Santos, de 35 anos, que matou com dois golpes de punhal, sendo um nas costa e outro no peito, no dia 21 de dezembro de 2020, na zona leste de Caicó, o mecânico Luiz Américo Cortez, também conhecido como “Pachola”.

Em seu depoimento, Élinton Araújo, que está preso preventivamente, alegou legítima defesa pois teria sido ameaçado pela vítima no momento do encontro, entretanto, segundo o delegado, nenhum dos argumentos se confirmaram na investigação.

Primeiro, não há indicativo de que o senhor Luiz Américo tenha proferido de fato, uma ameaça contra ele no local do crime. Quando viu o senhor Luiz Américo conversando com sua companheira, desceu do veículo com o instrumento do crime, uma espécie de punhal, e já partiu para agressão, inclusive, um dos golpes, foi nas costas, sem oportunizar, qualquer tipo de defesa. A sua intenção foi realmente matá-lo. Segundo, identificamos que havia um conflito entre ambos em razão da questão passional, inclusive, chegaram às vias de fato e Élinton teve total domínio da situação, em razão da sua superioridade física. Então, o ato de pegar um punhal e desferir golpes contra a vítima foi absolutamente desproporcional”, disse o delegado.

Outro álibi apresentado por Élinton Araújo em seu depoimento e, que, o delegado Leonardo Germano, afirma que não procede, foi que ele cruzou com a Auriceia, em deslocamento na BR-427, sendo seguida de perto por Luiz Américo e, que, ele o acusado, teria acompanhado de perto até chegar no local onde ocorreu o crime. “Na verdade, isso já foi descartado pela investigação. A sua companheira, estava conversando de forma voluntária com o senhor Luiz Américo”, disse.

O delegado encaminhou o processo para a Justiça, mas pediu mais prazo para realizar novas diligências.