Caicó: Médico Judas Tadeu critica falta de apoio do Município ao Hospital Regional

Médico Judas Tadeu critica falta de apoio do Município ao Hospital Regional

O médico Judas Tadeu, criticou a Secretária de Saúde de Caicó, Sandra Brilhante, por não ajudar com insumos o Hospital Regional do Seridó. De acordo com ele, já que a cidade não dispõem de Unidade de Pronto-Atendimento, a gestão deveria abastecer sempre que possível, a unidade.

A cidade de Caicó, não tem uma unidade para atendimentos de urgência e emergência que possa atender a população que acaba tendo que procurar o Hospital Regional, que deveria fazer atendimentos mais complexos. A UPA que está sendo construída na zona norte, é uma obra que se arrasta há anos.

O Hospital Regional passa mais uma vez por dificuldade com a falta de medicamentos básicos para o funcionamento diário.

De acordo com Tadeu, os médicos do plantão estão levando medicamentos como dipirona entre outros. Citou exemplo de crianças que chegam com febre e que precisam de medicação. “Uma criança com febre, tem que fazer a medicação, vai deixar a criança com febre?“.

Em cada plantão no Regional, os médicos, atendem cerca de 300 pessoas com as mais diversas enfermidades como gripes, dores de cabeça, diarreias, entre outras.

Para o médico Judas Tadeu, a secretária não percebeu a importância do Hospital para o Município. A unidade faz o que é de responsabilidade da gestão. “Temos que relatar a falta de percepção da Secretária de Saúde de Caicó. A cidade não te um pronto-atendimento da Prefeitura. Então, o que ela deveria fazer? Ajudar o Hospital Regional. Porque é o único pronto-atendimento que funciona. A secretária precisa ir conhecer a realidade do Hospital. Os secretários das cidades vizinhas conhecem, mas, a de Caicó, não“, critica.