Caminhada em protesto por morte de universitária reúne centenas na zona Norte

O ato reuniu centenas de populares – Fotos: Cedidas
O ato reuniu centenas de populares – Fotos: Cedidas

Os familiares e amigos da jovem universitária Maria Karoline Álvares de Melo, de 19 anos, reuniram-se na tarde deste sábado para promover uma caminhada em protesto pela morte dela e pedir paz para o Rio Grande do Norte.

O ato contou com a presença de centenas de populares que se solidarizaram com a dor dos parentes, bem como com o grito de mais segurança. Karoline Álvares morreu com um tiro no peito, durante um assalto, na avenida Itapentinga, na zona Norte de Natal, no último dia 20. Três dias após o crime, os familiares, amigos e população decidiram realizar a caminhada exatamente na mesma avenida onde a jovem foi morta.

Centenas de pessoas se vestiram de preto, escreveram faixas com pedidos de paz ou simplesmente caminharam em silêncio para representar o luto.

O Portal BO destacou que os autores da morte de Karoline Álvares foram presos no dia seguinte ao crime. Eles são Renato César Dias, de 33 anos, e Cláudio Moura da Fonseca, de 30 anos. Um deles estava pilotando a motocicleta e o outro foi o autor do disparo que atingiu a jovem e a matou.