Capacitação voltada para a saúde do trabalhador ocorre na IV Ursap

A IV Unidade Regional de Saúde Pública – Ursap de Caicó, está promovendo até esta quarta-feira (04), a oficina de capacitação voltada para a saúde do trabalhador. Edimilson de Castro, do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST/RN) e José Cirino Neto, Interlocutor Estadual do Sistema de Informação de Agravos de Notificações (Sinan/RN), são os palestrantes do tema para profissionais de vigilância epidemiológica dos hospitais e da atenção primária à saúde da 4° Região de Saúde.

A capacitação é para o profissional que trabalham diretamente com o sistema de agravo (acidente de trabalho) e notificação. O objetivo é melhorar qualitativamente e quantitativamente as notificações. “Nós queremos com os dados das notificações, avaliar, monitorar e também dar subsídio para as ações do Cerest“, afirma Edimilson.

O Sinan serve para garantir um bom serviço epidemiológico nas cidades. Nós queremos promover a regularidade no envio dos dados notificados, a captação das notificações e os encerramentos dos casos tanto de saúde do trabalhador como os demais agravos de forma geral“, afirma José Cirino.

Os dois palestrantes confirmaram que é preciso investigar mais a fundo sobre a possibilidade da existência de sub-notificações de casos de acidente de trabalho na região. “Nós sabemos que são muitos casos de acidentes de trabalho, e precisamos saber de forma mais detalhada se está existindo esse problema para contorná-lo“, afirmaram.

Os dados de agravos relacionados ao trabalho no período de 8 anos no Seridó, revelam casos em diversos municípios. Os mais comuns são, Acidentes de Trabalho Graves (665 casos), ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO O MATERIAL BIOLÓGICO (120), LER-DORT (101), PAIR (Perda Auditiva Induzida por Ruído) (02), PNEUMOCONIOSES (38 casos), entre outros.

A cidade de Caicó, é que teve mais registros de agravos. Foram 605, em 8 anos.