Rio Grande Norte tem saldo positivo no emprego em julho

O Rio Grande do Norte teve saldo positivo na criação de empregos em julho. O estado registrou a abertura de 570 novas vagas, uma alta de 0,14% em relação ao estoque do mês anterior, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nessa quarta-feira (22).O resultado é a diferença entre 11.937 admissões e 11.367 desligamentos.

O desempenho do mercado de trabalho potiguar foi influenciado principalmente pela Agropecuária, que abriu 966 vagas, uma alta de 6,54%. As áreas Extrativa Mineral, Administração Pública e Serviços também tiveram saldos positivos no mês.

Setores de Atividade Econômica Saldo de Julho de 2018
Variação Absoluta Variação Relativa (%)
Extrativa Mineral 73 0,98
Indústria de Transformação -289 -0,51
Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP -25 -0,40
Construção Civil -151 -0,51
Comércio -21 -0,02
Serviços 5 0,00
Administração Pública 12 0,19
Agropecuária 966 6,54
Total 570 0,14


Mais de 380 mil de trabalhadores do RN têm direito a sacar Abono Salarial ano-base 2017

Dos 380.101 trabalhadores de Rio Grande do Norte que têm direito a receber o Abono Salarial PIS/Pasep 2018-2019, ano-base 2017, 28.367 já sacaram o benefício, o equivalente a 7,46% dos participantes. Estão disponíveis para os trabalhadores do estado R$ 275,7 milhões – R$ 22,2 milhões já foram pagos. Na região Nordeste, o benefício alcança R$ 4 bilhões para mais de 5,4 milhões de pessoas.

Os pagamentos são escalonados conforme definido em calendário. Para os nascidos em julho, por exemplo, o prazo começou a contar no dia 26 do mês passado; para os trabalhadores que fazem aniversário em agosto, no dia 16 deste mês. Mas para todos os beneficiários o prazo final é 30 de junho de 2019.



Bancários do RN aprovam indicativo de greve para a próxima sexta-feira (24)

Os bancários do RN decidiram em assembleia na noite desta segunda-feira (20) aprovar um indicativo de greve para a próxima sexta-feira (24). A data não é confirmada pois pode ser alterada após a negociação que ocorre nesta terça-feira (21) entre a Fenaban e a Contraf CUT.

A data-base da categoria é 1º de setembro e, este ano, está sujeita a nova Legislação Trabalhista que diz que após o término da validade do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que no caso será em 31 de agosto, a categoria perde todos os direitos adquiridos. Por isso a mobilização da categoria teve que ser antecipada. A pauta de reivindicações foi entregue em 13 de junho e desde então a Fenaban marca reuniões infrutíferas com pouca ou nenhuma proposta.

Os bancários reivindicam: reajuste de 22%; recomposição das perdas salariais acumuladas; isonomia; PLR linear; a defesa dos bancos públicos; mais contratações; plano de saúde com preço justo e rede conveniada satisfatória; fim do assédio moral; fim das metas; estabilidade no emprego; fim das demissões imotivadas; segurança nas agências e nos postos de atendimento; revogação da Reforma Trabalhista e a continuidade da luta contra a Reforma da Previdência.

*Tribuna do Norte



Governo do Estado começa a pagar funcionalismo nesta terça (31)

O pagamento do funcionalismo público estadual de julho, começa nesta terça-feira (31). Nesse último dia do mês recebem os servidores da Educação, com verbas do Fundeb, e de órgãos que têm recursos próprios, casos do Detran, Ipern, Idema, Jucern, DEI e Arsep.

No sábado (4), o governo paga aos servidores da segurança pública, lotados na Sesed, Sejuc, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de  Bombeiros e Itep, policiais do Gabinete Civil e da Vice-governadoria, além dos inativos, inclusive pensionistas, da PM e CBM. Na terça-feira (7), paga aos servidores ativos da Saúde, independente da faixa salarial, e aos ativos e inativos que recebem até R$ 4 mil. Já na sexta-feira (10), recebem todos os que ganham acima de R$ 4 mil, totalizando 100% da folha de 111 mil servidores.

*da Tribuna do Norte



Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira parte do 13º salário junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até 50% do valor do benefício.

O decreto autorizando a antecipação foi assinado nesta segunda (16), pelo presidente Michel Temer, mas ainda não foi publicado no Diário Oficial da União. A medida deve injetar R$ 21 bilhões na economia do país e movimentar o comércio e outros setores.

Como determina a legislação, não haverá desconto de Imposto de Renda na primeira parcela paga a aposentados e pensionistas do INSS. O imposto sobre o valor somente pode ser cobrado na segunda parcela da gratificação natalina, a ser paga junto com a remuneração de novembro.

Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto.

Somente em 2015, o pagamento foi adiado para setembro, por causa do ritmo fraco da economia e da queda da arrecadação.

*Agência Brasil



Fox eleva oferta pela Sky a US$ 32,5 bi; atenções se voltam para Comcast

A 21st Century Fox, de Rupert Murdoch, aumentou sua oferta pela britânica Sky em um acordo que avalia o grupo de TV paga em US$ 32,5 bilhões, superando por enquanto a proposta rival da Comcast.

A Fox, que vem tentando comprar o grupo pan-europeu desde dezembro de 2016, ofereceu pagar 14 libras por ação, um prêmio de 12% em relação à oferta da Comcast, mas abaixo das cerca de 15 libras que as ações da Sky estavam sendo negociadas nesta quarta-feira (11).

*Do G1

Veja a notícia completa: https://g1.globo.com/economia/noticia/fox-eleva-oferta-pela-sky-a-us-325-bi-atencoes-se-voltam-para-comcast.ghtml



Educação e Administração Indireta do Estado recebem parcela do décimo terceiro

Os 23 mil servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta que possuem recursos próprios receberam hoje, 10, a antecipação de 40% do décimo terceiro de 2018.

Com relação ao restante do 13º, referente a 2017, o Governo do RN segue acompanhando as arrecadações de ICMS e das transferências federais para em breve anunciar a data de pagamento.



População sente mais medo do desemprego, aponta CNI

Desde 1996, o brasileiro poucas vezes esteve tão preocupado com o desemprego como agora. Em pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice mostra aumento de 4,2 pontos acima do registrado em março, chegando a 67,9 pontos em junho.

O indicador pode variar de 0 a 100 pontos e quanto maior o número, maior o medo do desemprego. Esse valor registrado é o maior da série histórica, empatando com os valores registrados de 1999 e em junho de 2016.

O gerente-executivo de pesquisas da CNI, Renato da Fonseca, explica o porquê do medo da sociedade.

Continue lendo



Empresa Anglo-suíça adquire 78% da Alesat

Empresa Potiguar agora tem 78% pertencente a grupo anglo-suíço

A Glencore (Global Energy Commodity Resources), grupo empresarial com atuação global, com sede na Suíça, e uma das maiores em recursos naturais do mundo, adquiriu 78% da potiguar ALE Combustíveis. O valor final da transação não foi divulgado, mas consultores de mercado projetam transação da ordem  de aproximadamente R$ 2.170.000.000,00 (dois bilhões cento e setenta milhões de reais).

Em comunicado enviado aos colaboradores, o Senhor Marcelo Alecrim, fundador da ALE Combustíveis, informou que “a negociação ainda está sujeita à aprovação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e representa um grande salto para impulsionar e dar mais gás às nossas atividades”. Marcelo Alecrim  continuará liderando os negócios da empresa, com 22% das ações.

A Ale Combustíveis tem 1.200 “postos” distribuídos por todo o território brasileiro e emprega aproximadamente 12.000 pessoas.

A “Alesat” é 4a- maior distribuidora de combustíveis do Brasil.

*Da Tribuna do Norte



Governo do RN faz pagamentos dos servidores até a terça (10)

O Governo do Estado pagou nesta sexta-feira (06), 109 mil servidores (de um total de 111 mil). Foram pagos todos os servidores da EDUCAÇÃO, SAÚDE e SEGURANÇA, que recebem até R$ 4 mil.

Receberam também vencimentos INTEGRAIS, todos os INATIVOS e PENSIONISTAS, de TODAS as categorias do Estado, independente de faixa salarial.

Os 2 mil servidores ativos restantes, que ganham acima de R$ 4 mil e completam a folha, recebem na segunda (09) e terça (10). Com isso, na terça (10), a folha do estado passa a estar 100% EM DIA.

O Governo injeta na economia do RN R$ 370 milhões em salários.



Sindicato denuncia falta de gás de cozinha no RN; Caicó estaria 80% desabastecida

O presidente do Sindicato Patronal dos Revendedores de GLP, Francisco Alessandro Correia dos Santos, assinou nota denunciando a falta de gás de cozinha em pelo menos 95% das revendas do Rio Grande do Norte. A maioria estará a partir desta terça-feira (19), sem gás para comercializar.

De acordo com Francisco Correia, em contato com o Blog Sidney Silva, na manhã de hoje, os donos de revenda estarão em Natal para fazer uma carreata pelas ruas da cidade em protesto pela queda na produção de gás, pela Petrobrás, no RN, que segundo o SinGás, não existe explicação clara sobre a questão.

Em Caicó, o presidente do Sindicato, afirma que pelo menos 80% das revendas está sem o produto para revender.



Petrobras reduz em 1,24% o preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (18) uma nova redução no preço da gasolina em suas refinarias, desta vez, de 1,24%. Com o anúncio, o litro do combustível negociado no parque de refino da estatal custará R$ 1,8941, ou seja, 2 centavos a menos do que o preço atual (R$ 1,9178).

Em junho, a gasolina acumula queda de preço de 3,71% (7 centavos por litro). Nos últimos 30 dias, o recuo chega a 5,51% (11 centavos por litro).

*Agência Brasil



Receita libera primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2018

Contribuintes com prioridade recebem hoje (15) o crédito em conta da restituição do Imposto de Renda 2018, no total de R$ 4,728 bilhões. O dinheiro será depositado na conta indicada pelo contribuinte quando fez a declaração.

Neste primeiro lote, são quase 2,5 milhões de pessoas com prioridade: idosos acima de 80 anos (228.921), entre 60 e 79 anos (2.100.461) e pessoas com alguma deficiência física, mental ou doença grave (153.256). O lote pago hoje também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017.

Continue lendo



Governo reduz previsão do salário mínimo para R$ 998 em 2019

Previsão de salário mínimo cai para 998 reais

O governo reduziu a previsão de salário mínimo para o ano que vem. Em abril, a expectativa era de R$ 1.002. O valor sofreu uma leve alteração e passou para R$ 998. A revisão foi publicada em uma nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, divulgada pela Comissão Mista do Orçamento, formada por deputados e senadores. O novo valor é apenas uma estimativa e ainda precisa ser aprovado.

Ainda segundo o relatório, a queda no valor do salário mínimo é justificada pela projeção menor de inflação para este ano. Em abril, a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor era de 3,8%. No entanto, essa projeção foi revisada para 3,3% pelo governo, o que afetou o cálculo do salário mínimo.

Caso aprovado, o valor de R$ 998 para o mínimo, em 2019, irá representar um aumento de 4,61% em relação a este ano. Em 2018, a correção foi de 1,81%. O salário mínimo passou de R$ 937 em 2017 para R$ 954 neste ano.

O valor de R$ 998 pode ser alterado. Até o fim do ano, o governo ainda pode mudar o valor caso haja novamente alteração na previsão para a inflação deste ano, que compõe a fórmula para o cálculo do reajuste do mínimo do ano que vem.



Governo reduz previsão e salário mínimo é estimado abaixo de R$ 1 mil

G1 – O governo revisou sua estimativa para o salário mínimo em 2019 de R$ 1.002, que havia sido feita em abril deste ano, para R$ 998. A nova previsão consta em nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, divulgada pela Comissão Mista de Orçamento.

Atualmente, o salário mínimo, que serve de referência para cerca de 45 milhões de pessoas, está em R$ 954. Com isso, o aumento previsto para o próximo ano passou a ser de R$ 44.
Com a nova previsão, o governo estima que vai deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019. Isso porque, para cada R$ 1 de aumento, há o impacto de R$ 303,9 milhões em despesas, sendo R$ 243 milhões apenas nos gastos do INSS (previdência do setor privado).

Continue lendo