PF deflagra operação para desarticular grupo que planejava matar Agentes Penitenciários Federais

PF deflagra operação visando desarticular movimento de presos que planejava a morte de Agentes Penitenciários Federais

A Policia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, (19/7), a operação Força e União visando desarticular movimento arquitetado em unidades prisionais federais que tinha como objetivo o assassinato de Agentes Públicos em resposta ao que internos do Primeiro Comando da Capital (PCC) chamam de “opressão”, o que na verdade é a aplicação de regime disciplinar mais rígido, legalmente imposto dentro das Penitenciárias Federais.

Cerca de 30 policiais federais estão cumprindo 8 mandados de busca e apreensão, sendo 4 no Rio de Janeiro, 4 em São Paulo, 1 mandado de condução coercitiva no Rio de Janeiro, além de 5 mandados de prisão preventiva, 1 em Mossoró e 4 em São Paulo.

De acordo com os levantamentos, a facção criminosa PCC assassinou dois Agentes Penitenciários Federais, em menos de um ano: Alex Belarmino Almeida Silva em setembro de 2016, na cidade de Cascavel/PR e Henry Charles Gama Filho em abril de 2017, em Mossoró/RN.

No decorrer da investigação do homicídio do Agente Federal de Execução Penal Alex Belarmino, foi descoberto que a facção tinha planos de executar dois Agentes Públicos por unidade prisional.

Já em relação ao Agente Henry, as investigações apontaram que sua morte havia sido planejada há dois anos na cidade de São Paulo e teve início através de integrantes do PCC envolvidos na coleta de dados, preparo da ação e com participação de pessoas próximas da vítima.

As investigações demonstraram, também, que não há pessoalidade nas ações do PCC, que escolhe seus alvos em razão das informações e de uma maior vulnerabilidade com o fim de se executar um plano preciso e sem deixar indícios de autoria.



Entregador de lanches tem moto roubada em Caicó

O entregador de lanches, identificado como Rogério Queiroz, teve sua moto, um moto Yamaha/Factor YBR de 125cc, ano 2011, cor preta e placa NOG-4738 de Caicó/RN, tomada de assalto na noite desta segunda-feira, (17), no Bairro Darci Fonseca, Zona Norte de Caicó.

A polícia apurou que a vítima quando foi entregar lanche solicitado para o bairro já mencionado foi abordado pelos assaltantes.

A Polícia Militar fez diligências para tentar reaver a motocicleta, mas, não obteve êxito.



Polícia prende suspeito de assassinato em Equador

Material apreendido durante a ação da Polícia em Equador; De camisa branca, está, Mikael Cunha; O outro é Bruno Justino

Policiais civis da cidade de Parelhas, com o apoio da Polícia Militar de Equador, prenderam, nesta segunda-feira (17), Micael Cunha Gualberto, de 18 anos, e Bruno Justino de Souza, de 18 anos, suspeitos de participar do assassinato de José Lúcio de Souza, vulgo “Dudé”, de 26 anos, na cidade de Equador, onde também teriam ocorrido mais três tentativas de homicídio no momento do crime.

Durante a prisão de Bruno em decorrência do homicídio, realizada em cumprimento de mandado de prisão preventiva, policiais apreenderam uma garrucha, uma espoleta, pólvora, crack, maconha e dinheiro fracionado. Os policiais prenderam também em flagrante Micael, que estava na residência com o suspeito.

No assassinato contra José Lúcio, um homem conhecido como Damião, teria atirado na vítima, além de ter tentado matar mais outras três pessoas, e recebido o auxílio de Bruno para evadir-se do local, em uma motocicleta.

Segundo investigações, a motivação do crime foi uma desentendimento. Bruno e Micael foram presos e autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, e associação para o tráfico, sendo encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil prossegue em diligências a fim de localizar o foragido da Justiça identificado como Damião.



Polícia Civil prende suspeito de assassinar conselheiro tutelar em Alexandria/RN

A Polícia Civil da cidade de Alexandria prendeu, na tarde desta segunda-feira (17), Gustavo Gabriel da Silva Oliveira, 21 anos, pelo crime de homicídio praticado contra o conselheiro tutelar Rafael Gonçalves de Abrantes, 28 anos, que estava desaparecido há 23 dias. O corpo da vítima foi encontrado em uma cova rasa dentro de um sítio na zona rural do município. Investigações apontaram Gustavo como principal suspeito, tendo ele negado o crime, alegando que não falava com a vítima há mais de 40 dias. No entanto, câmeras de segurança da cidade mostram momentos do dia 24 de junho, quando Gustavo ficou perturbado enquanto recebia uma ligação, a qual, segundo testemunhas, era de Rafael.

A localização do corpo da vítima foi fornecida por Gustavo que confessou o homicídio após ter sido preso em cumprimento a um mandado de prisão provisória como suspeito pelo crime. A motivação do crime teria sido passional. Segundo o preso, ele tinha um relacionamento com Rafael e estava namorando uma mulher, e após a vítima tomar conhecimento deste fato o teria pressionado para escolher entre ele ou a mulher, ameaçando expor o relacionamento. Devido as ameaças, e com medo da exposição, Gustavo teria assassinado Rafael Gonçalves.

Segundo o delegado municipal de Alexandria, Aroldo Sales, embora o suspeito tenha assumido a autoria sozinho, as investigações prosseguirão com o objetivo de descobrir uma possível co-autoria ou participação no crime. O jovem preso será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Patú, onde ficará a disposição da justiça.

*Segue vídeo do delegado Aroldo Sales detalhando a prisão de Gustavo Gabriel:



DHPP prende mais um dos suspeitos de matar morador de rua no bairro Potilândia

Walace Maxsuel Nunes da Silva foi preso em São José de Mipibu

Policiais civis da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam, nesta segunda-feira (17) em São José do Mipibu, Walace Maxsuel Nunes da Silva, vulgo “Marquinhos”, 28 anos, suspeito pelo homicídio de um morador de rua conhecido como “Cabeça”, no dia 06 de novembro de 2016, no bairro Potilândia, Zona Sul de Natal.

Segundo investigações, o crime ocorreu embaixo de um viaduto nas proximidades do Arena das Dunas, e foi motivado por dívidas de drogas. No crime, “Marquinhos” e seu primo “Galeguinho”, preso na última semana, teriam matado “Cabeça”, e tentado matar Josiane Caetano utilizando uma faca. Walace Maxsuel foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.



Polícia Civil e PM fazem operação saturação em bairro de Natal

Polícia Civil e PM fazem operação em Bairro de Natal

Uma Operação Integrada da Polícia Civil com a Polícia Militar foi deflagrada, na sexta-feira (14), no bairro de Felipe Camarão em Natal, uma das Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP). A operação teve como objetivo coibir a ocorrência de crimes na região, para isto foi realizada uma saturação pelas forças policiais para monitorar a região e inspecionar suspeitos.

As AISPs foram criadas para permitir a convergência dos trabalhos das polícias civil e militar com fins de prevenir e investigar os casos de violência das regiões que são mais vulneráveis à criminalidade oferecendo intervenções em cada área para a melhoria da qualidade de vida da população.

Participaram da operação a Delegacia de Polícia da Grande Natal (DPGran), a Delegacia Especializada em Proteção ao Meio Ambiente (Deprema), a Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (DEATUR), uma equipe de policiais da 14º Delegacia de Polícia, a 1º Companhia do 9º Batalhão da Polícia Militar, Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), o Distrito de Polícia Rodoviária Estadual (DPRE) e a Guarda Municipal.



Julgamento dos réus acusados de mandar matar F. Gomes é adiado novamente

Mais uma vez o julgamento popular dos réus do processo da morte do jornalista Francisco Gomes de Medeiros (F. Gomes), foi adiado. É a segunda vez que o júri é adiado depois de ter sido desaforado de Caicó para Natal. A primeira vez estava previsto para no dia 5 de julho, ser julgado, o ex-pastor Gilson Neudo. Quando chegou o processo de Lailson Lopes, a magistrada resolveu unificar os dois e fazer num dia só, remarcando para o dia 19. Agora, fez um novo adiamento.

Desta vez a juíza que está presidindo o processo, Eliana Alves Marinho, informa no despacho que “em vista da certidão, dando conta da impossibilidade de comparecimento do advogado dativo do acusado Lailson Lopes (Aneziano Ramos), à sessão de julgamento que se encontra aprazada para o dia 19/07/17, em razão de possuir outras audiências na mesma data que foram anteriormente marcadas, determino o seu adiamento para o dia 26 de julho do corrente ano, às 08hs“.

No júri em destaque, sentarão no banco dos réus, Gilson Neudo Soares do Amaral e o Lailson Lopes. Ambos foram denunciados pelo Ministério Público como sendo mandantes do crime juntamente com o advogado Rivaldo Dantas de Farias, sendo que este último está pronunciado para ser julgado, mas, ainda falta aprazar a data.

O autor material e confesso do crime, o sãofernandense, João Francisco dos Santos (Dão), está condenado pela morte de F. Gomes e atualmente cumpre pena no Presídio Federal.

O julgamento popular de Lailson Lopes e de Gilson Neudo, vai acontecer em Natal, no Fórum Miguel Seabra Fagundes.



Polícia Militar apreende vasto arsenal no litoral Sul

Polícia apreende armas e coletes em cassa na praia de búzios

Equipes do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) apreenderam, nesta quinta-feira (13), um vasto arsenal que estava escondido em uma residência em Búzios, litoral Sul do Rio Grande do Norte.

Os militares faziam uma ronda na região, quando chegaram até a casa. No local, havia um carro estacionado com registro de roubo e que tinha sido tomado de assalto nessa quarta (12), em Natal.

Ao entrarem no espaço, os policiais se depararam com o arsenal. Foram apreendidos quatro fuzis, espingarda calibre 12, uma pistola israelense, vasta munição calibre 9 milímetros e ponto 40, granadas, dinamite, coletes, rádio comunicador, máscara de gás e drogas.

Todo o material foi encaminhado para a Divisão Especial de Combate ao Crime Organizado (Deicor).

Coletes balísticos foram apreendidos em ação da Polícia


PRF apreende 125 quilos de queijo impróprio para o consumo humano

PRF apreende 125 quilos de queijo impróprio para o consumo humano

A Polícia Rodoviária Federal, apreendeu no final da manhã desta quinta-feira (13), 125 quilos de queijo durante fiscalização na BR 230, no município de Sobrado, Zona da Mata da Paraíba. O produto foi encontrado na carroceria de uma Pick Up Fiat Strada, dentro de caixas de papelão.

O primeiro fato que chamou a atenção dos policiais foi ausência de câmara frigorífica para o transporte de alimentos perecíveis, como é o caso do queijo, exigido pela norma sanitária brasileira para garantir a sua preservação. Outra questão foi que o condutor não tinha nota fiscal da carga. Mas, o que preocupou mais os policiais foi que o fabricante não tinha a certificação do Serviço de Inspeção Federal (S.I.F.), emitido pelo Ministério da Agricultura, comprovante que atesta que o estabelecimento segue as normas adequadas para a manipulação de alimentos com o objetivo de garantir a preservação da saúde do público consumidor.

O queijo vinha da cidade de Pombal, Sertão paraibano, e seria comercializado na feira de Sapé.

Os agentes da PRF encaminharam o produto apreendido para a Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa), que autuará o fabricante e incinerará os 125 de queijo.



João Maria Macaco será julgado nesta quinta pela morte de “Galego de Rosa” em Jardim de Piranhas

Galego de Rosa foi assassinado em Janeiro de 2010

O Fórum Desembargador Silveira Martins na cidade de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, sedia nesta quinta (13), o júri popular do empresário de Jardim de Piranhas, João Maria Soares Brito, conhecido por “”João Maria Macaco”. Ele é acusado de ser o mandante e o articulador da morte de Francivan Alves Dantas, o “Galego de Rosa”.

A motivação para o crime teria sido uma dívida contraída por João Maria com Clesilma Germano de Lacerda Araújo, esposa de Galego, no valor de 130 mil reais.

O Ministério Público destacou na denúncia que com base nas provas produzidas pela Polícia Civil durante a investigação em relação ao crime, que o fato ocorreu por volta das 14hs do dia 16 de janeiro de 2010, em um galpão nas imediações do ginásio e da residência de “Manoel de Angélia”. A vítima (Galego de Rosa) foi assassinado com vários disparos de arma de fogo que lhe atingiram várias partes do corpo, inclusive a cabeça.

O Ministério Público pediu o desaforamento do julgamento de João Maria para Mossoró, o que foi aceito pelo Poder Judiciário.

Ainda consta na denúncia do Ministério Público que a vítima foi atraída para o local onde foi morto, pelo empresário. Ainda estavam lá, Clesilma e o filho de 10 anos de idade.

A vítima (Galego de Rosa) estava fazendo cobranças da dívida a João Maria em nome da esposa e isso teria motivado o mesmo a orquestrar o crime. Diante do quadro, João planejou eliminar a vida de Galego. Ele convidou Clesilma e a vítima para visitarem um imóvel de sua propriedade, informando que poderia dar o mesmo em pagamento. No dia e hora combinados, conduziu os dois ao local e foi junto, o filho dela de 10 anos. Chegando ao local, constatou-se que o prédio estava fechado, mas, João Maria, o abriu e todos entraram. Após ingressar, abriu outra porta e se distanciou, oportunidade em que os três executores saíram de dentro de um pequeno escritório, de armas em punho e efetuando disparos contra a pessoa de Galego de Rosa, o qual teve dificuldade de se defender dada a velocidade da ação e a emboscada preparada por João. Diante dos fatos, o MP concluiu que João Maria, determinou, planejou e participou do crime contra Francivan Alves, o Galego.

A sessão de julgamento está prevista para começar às 08hs da manhã desta quinta-feira (13), e será presidida pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros, da 1ª Vara Criminal. O promotor de Justiça, Armando Lúcio Ribeiro, atua na acusação. A defesa do réu é patrocinada pelo advogado caicoense, Guerrison Araújo Pereira de Andrade e por Olavo Hamilton Ayres Freire de Andrade.

*Com informações do Mossoró Hoje




Carro-forte da empresa Prossegur é assaltado próximo a São Pedro do Potengi/RN

Carro-forte da empresa Prossegur foi atacado por quadrilha no RN – (FOTOS: Divulgação/PM-RN)

Mais uma ação criminosa contra carro-forte foi registrada no Rio Grande do Norte. Desta vez o fato se deu na rodovia estadual, RN 203, nas proximidades da cidade de São Pedro do Potengi, no final da tarde desta terça-feira (11).

A Polícia Militar, através do coronel Welington Arcanjo, que comanda o CPI, confirmou a informação. Ele afirmou que a quadrilha era formada por cerca de oito homens que estavam fortemente armados. Os vigilantes da empresa Prossegur foram retirados de dentro do carro e nenhum deles teriam sido feridos.

As informações sobre o que foi levado do carro-forte ainda são desencontradas, porém a imagem mostra o dano causado pela explosão provocada pelos bandidos. Várias viaturas da PM estão na região em diligências.

Armas de diversos calibres foram usadas na ação criminosa


Polícia prende suspeito de provocar incêndio em uma viatura em Lagoa dos Velhos

Viatura da Polícia Militar no município de Lagoa dos Velhos

Uma ação em conjunto entre policias civis da Delegacia de São Tomé, e policiais militares de Lagoa dos Velhos prendeu em flagrante, nesta terça-feira (11), Douglas Cadu Ferreira da Silva, suspeito de tentar incendiar uma viatura da polícia militar no município de Lagoa dos Velhos.

Segundo investigações, o homem teria levado um botijão de gás de sua residência até o batalhão da polícia militar, por volta das 3 horas da manhã, e o utilizado para provocar o princípio de incêndio.

Na ação criminosa, apenas a tampa do tanque de combustível do automóvel foi danificada pelas chamas. Douglas Cadu foi preso e autuado pelo crime de incêndio tentado, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.



Deicor prende suspeito de participar de roubo a pedreira em São Gonçalo do Amarante

Cordéis detonantes roubados de pedreira

Uma ação realizada por policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam, nesta terça-feira (11) em São Gonçalo do Amarante, Lucas Souza Xavier, 23 anos, suspeito por um roubo a uma pedreira, ocorrida neste domingo (09) na cidade. No dia do crime, policiais militares realizaram diligências e identificaram suspeitos em um veículo Celta prata, o qual foi abandonado pelos homens com diversos materiais, entre eles 50 quilos de explosivo granulado, 193 espoletins, e 81 tubos Noel.

Lucas era proprietário do veículo Celta prata utilizado no roubo, e foi preso em sua residência, através de investigações da Deicor, que também identificaram Mário César Freitas da Silva Júnior, 22 anos, como um dos participantes do crime, tendo ele já sido preso pelo crime de receptação. A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado prosseguirá em diligências para localizar Mário e os demais participantes do roubo a pedreira, e solicita apoio da população para a localização do foragido.



Denarc de Mossoró prende grupo e apreende adolescente com armas e drogas em residência

Uma ação realizada pela Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Mossoró prendeu em flagrante, nesta terça-feira (11) na cidade, Edigilson Pereira da Silva, 29 anos, Francisco José de Oliveira, 49 anos, Francisco Silvano de Moura, 25 anos, Lilian Karla da Silva, 33 anos, e apreendeu um adolescente, quando foram apreendidos armas, celulares, balanças de precisão, e drogas com o grupo, em uma residência localizada no bairro Nova Betânia, Zona Oeste de Mossoró.

Através de diligências no bairro, onde havia uma investigação por tráfico de drogas, os policiais civis realizaram uma abordagem ao grupo suspeito, que estava em um veículo Palio de cor prata, tendo uma das pessoas jogado o aparelho celular para fora do veículo depois de perceber a perseguição. Após a abordagem, a equipe policial conduziu o grupo à residência a qual estava anteriormente, e apreenderam no local: quatro escopetas calibre 12 de fabricação artesanal; seis aparelhos celulares; três balanças de precisão; 3,5 quilos de maconha em tabletes; 1,1 quilo de cocaína pura em pedra; 50 gramas de crack; dinheiro fracionado; uma motocicleta e um veículo de modelo Palio.

Na ação, a polícia apreendeu as armas no quintal, e as drogas e balanças de precisão em um dos quartos da casa, tendo capturado Edigilson, o qual é foragido da Justiça com dois mandados de prisão preventiva em seu desfavor. Investigações apontam que ele comandava o tráfico de entorpecentes na cidade de Baraúna. Francisco José de Oliveira já havia sido preso e processado por furto, e estava em liberdade há seis meses. Segundo o delegado titular da Denarc, Teixeira Júnior, o grupo foi autuado em flagrante e responderá pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, e associação criminosa, e o adolescente pelas infrações análogas desses crimes.