Nota da Suvisa/RN diz que água vendida em “caixas brancas” pode ser contaminada e causar doenças

Diante do quadro de escassez hídrica em todo o estado do Rio Grande do Norte,o que resultou no aumento de consumo da água através de Soluções Alternativas Coletivas – SAC (como carros pipas, “caixas brancas”, chafarizes, poços coletivos, entre outros), a Vigilância Sanitária Estadual (SUVISA-RN) alerta a população sobre o risco para a saúde do consumo de água não tratada, que pode ocasionar doenças de veiculação hídrica, tais como: cólera, hepatites, diarréias, entre outras.

Chamamos atenção para o transporte de água por meio de “caixas brancas” que na maioria das vezes são de segundo uso e originalmente armazenam produtos químicos. Esses recipientes são fabricados com material plástico leitoso, que absorvem resíduos do produto armazenado e são de difícil higienização, havendo o risco de contaminação química para a água transportada. De acordo com a Lei Federal 6.437 de 20/08/1977, no seu artigo 10, inciso XVII, configura infração sanitária: “reaproveitar vasilhames de saneantes, seus congêneres e de outros produtos capazes de serem nocivos à saúde, no envasilhamento de alimentos, bebidas, refrigerantes, produtos dietéticos, medicamentos, drogas, produtos de higiene, cosméticos e perfumes”.

Informamos que o Estado do Rio Grande do Norte regulamenta o transporte de água potável por meio da Portaria nº 491/2015-GS/SESaP, 26 de outubro de 2015, que “Dispõe sobre os critérios de liberação do Alvará Sanitário para os veículos que captam, armazenam, transportam, distribuem e comercializam água potável natural procedente de soluções alternativas de abastecimento de água para o consumo humano”.

Orientamos a população que ao adquirirem água de distribuidores dessas SAC, certifique-se de que  as mesmas possuem ALVARÁ SANITÁRIO e busquem informações sobre a origem de sua captação e tratamento através do Programa de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano da Secretaria Municipal de Saúde do seu município.



Transplantados reclamam da falta de medicamentos imunossupressores na UNICAT

Falta de medicamentos imunossupressores na UNICAT preocupa transplantados

Pessoas transplantadas da região Seridó estão reclamando da falta de medicamentos imunossupressores (usados para evitar a rejeição do órgão transplantado) na Unidade Central de Agentes Terapêuticos – UNICAT.

Usando as redes sociais, Geneando Formiga, fez um relato da situação vivida por ele e afirma que está apavorado com a possibilidade de não encontrar os medicamentos. “Há que ponto chegamos com o descaso de nossos governantes. Faço parte de um grupo de transplantados de rins e todos nós estamos apavorados com a falta de medicamentos imunossupressores nas Unicats“. Relata ainda que “sem essa medicação, corremos o risco de perdermos nossos órgãos transplantados e ficarmos com a nossa saúde comprometida novamente

O caicoense transplantado finaliza criticando os órgãos de governo. “Nos discursos para a eleição, a primeira coisa que se fala é que vão preservar a saúde da população. Isso é vergonhoso! #ajudeostransplantadosdoRN.



MÃOS LIMPAS: Higienização evita a transmissão de inúmeras doenças

Higienização das mãos evita a transmissão de inúmeras doenças

Lavar as mãos é mais importante do que se imagina. O ato pode evitar diversas doenças contagiosas, como a gripe e a herpes. Higienizar as mãos precisa se tornar um hábito de todos. Algo que se faz várias vezes no dia, como é o caso do bibliotecário JeanLuiz, que trabalha com livros e fica em constante contato com pó. “Porque tem a opção de usar a luva, mas eu não sou muito adepto da luva, ela me incomoda um pouco. Então eu prefiro lavar a mão com mais regularidade quando vou trabalhar com alguma coisa do tipo. Agora no dia-a-dia mesmo é costume, desde criança”.

Lavar as mãos deve ser costume, principalmente para os profissionais de saúde, para quem usa transporte público, antes e depois das refeições, e de ir ao banheiro. O diretor substituto do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Ricardo Gadelha, explica qual a relação das mãos com o contágio de doenças. “A transmissão de microrganismo pode acontecer de quatro formas: tanto pelo contato direto, contato indireto, gotículas de secreções respiratórias, ao respirar, ao tossir, e mesmo pelo ar. E como nossas mãos estão sempre em contato com o meio ambiente, com objetos, constantemente, elas tornam-se mais vulneráveis à transmissão destes microrganismos”.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde é lavar as mãos com água e sabão, para que a higienização seja completa. Esse ato colabora não só para a saúde de si próprio como a de outras pessoas. Para saber mais, acesse reportagem em www.blog.saude.gov.br



Pesquisa mostra que 26% dos pediatras sofrem atos de violência no trabalho

Dois nem cada 10 pediatras afirma sofrer algum tipo de violência

Dois em cada dez pediatras no Brasil têm sido submetidos frequentemente a atos de violência em seu ambiente de trabalho. O dado está presente em uma pesquisa elaborada pelo Instituto Datafolha, sob encomenda da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que captou, em janeiro, a percepção de 1.211 pediatras de todos os estados. O resultado foi apresentado hoje (11), no 38º Congresso Brasileiro de Pediatria, em Fortaleza.

Em estruturas da rede pública de saúde, a incidência de tais casos aproxima-se de  30%, atingindo 26% do universo de médicos dessa especialidade. Em hospitais e consultórios privados, o indicador é de 12%. Outra revelação do levantamento é que 53% dos profissionais dividem o tempo entre expedientes das duas esferas.

Para a presidente da SBP, Luciana Rodrigues Silva, a lastimável situação é uma realidade que não fica restrita somente aos pediatras brasileiros, constituindo-se na vida da maioria dos médicos. Para que esse quadro seja desenredado, ela diz que os órgãos representativos da categoria precisam se mobilizar.

Enquanto 17% dos pediatras consultados declaram enfrentar agressões, 24% das profissionais mulheres sofrem com isso. Quando consideradas ocorrências dos últimos 12 meses anteriores à entrevista, a percentagem de mulheres atacadas sobe para 26%. Além disso, o nível de estresse ocasionado pelas condições de trabalho é o maior registrado entre as médicas nos últimos cinco anos: 66%.



Hospital Ruy Pereira volta a realizar exames de Arteriografia, após 4 anos

Hospital Ruy Pereira volta a realizar exames de Arteriografia, após 4 anos

O Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos retomou, desde o último dia 21 de setembro, a realização dos exames de Arteriografia de membros inferiores e Aortografia, que há quatro anos estavam suspensos. A realização dos exames no hospital está ocorrendo todas as terças e quintas-feiras e está programado para atender a demanda intra-hospitalar.

A arteriografia (ou angiografia) é um método de diagnóstico radiológico que procura visualizar a parede das artérias, para estudar as doenças arteriais. A realização do procedimento envolve uma equipe de médicos Cirurgião Vascular/Endovascular, anestesiologista, enfermeiros e técnicos de Enfermagem,além do Técnico em Radiologia.

O exame exige anestesia e consiste na inserção de um cateter na região da virilha que libera um material contrastado (iodado não iônico) e permite a visualização de artérias dos membros inferiores. As artérias são vistas após emissão de raios-x e projeção de imagens em um monitor de TV.

A arteriografia de membros inferiores é feita em casos de doença vascular nas pernas ou pés, podendo identificar áreas de hemorragia, oclusões arteriais ou estenose. Alguns tratamentos podem ser feitos durante o procedimento, como dissolução de coágulos e desoclusão de artéria parcialmente obstruída.

Pode ser usado para ajudar no diagnóstico e avaliação de malformações arteriais, aneurismas ou aterosclerose em diversos territórios orgânicos, como a aorta e artérias periféricas. Como exame de urgência/emergência a arteriografia é indicada para diagnosticar doenças agudas que podem acometer as artérias, como dissecção aguda, alguns acidentes vasculares cerebrais ou embolias que obstruem/entopem as artérias, ou tromboses (formação de um coágulo ou placas de gordura nas paredes da artéria).



Participação de brasileiros no Programa Mais Médicos aumenta 44%

O número de médicos brasileiros participantes do Programa Mais Médicos aumentou 44% em menos de um ano. O dado foi divulgado, nesta terça-feira (03), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante a recepção de 1.375 profissionais brasileiros formados no exterior que aderiram ao último edital. Com esse reforço, somando também aqueles com diplomas do país, já são 8.316 brasileiros no programa, o que representa 45,6% do total. A prioridade do Ministério da Saúde é ampliar a participação nacional, tornando a iniciativa mais independente e garantindo atendimento médico à população.

Confira a apresentação completa

Este momento é importante para o Brasil e para os brasileiros. Estamos avançando e tenho certeza que vamos oferecer mais qualidade na saúde e na atenção básica com a participação desses novos profissionais no programa Mais Médicos”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Esses novos profissionais iniciam as atividades em Unidades Básicas de Saúde a partir da próxima segunda-feira (09) em cerca de 800 municípios de 25 estados e Distrito Federal, além de 8 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Juntos, eles devem cobrir região com 4,8 milhões de pessoas. Ao todo, foram 1.985 inscritos, mais de um candidato por vaga. Entre as regiões, o Sudeste foi o que recebeu o maior número de profissionais, foram 565 médicos para reposição. O Sul e o Nordeste vêm logo em seguida, com 329 e 296 intercambistas, respectivamente.



Butantan inicia fabricação de 60 milhões de vacinas contra gripe para 2018

Butantan inicia fabricação de 60 milhões de vacinas contra gripe para 2018-
(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Agência Brasil – O Instituto Butantan iniciou nesta semana a fabricação das 60 milhões de doses de vacina contra a gripe que serão usadas na campanha do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde em 2018. Com investimento de R$ 5 milhões, o instituto irá fornecer 15 milhões de doses a mais do que no ano passado.

O início da produção neste ano está ocorrendo concomitante à divulgação das cepas do vírus que estão mais circulantes, feita anualmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Esse investimento possibilitou aumentar a produção, garantindo segurança e agilidade nos processos produtivos e, posteriormente, na entrega das doses ao Ministério da Saúde”, disse o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

Em 2016, em 10 meses, o instituto conseguiu produzir 45 milhões de doses. Já em 2017, serão 60 milhões de doses em oito meses de produção. Segundo o Butantan, será necessário o trabalho de 500 funcionários, de setembro até maio de 2018, para a produção de todas as doses.



Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de recurso extra para combate ao Aedes

Ministério da Saúde repassa R$ 30,4 milhões de recurso extra para combate ao Aedes

O Ministério da Saúde liberou, neste mês de setembro, R$ 30,4 milhões, referente à segunda parcela de recurso adicional para o combate ao mosquito Aedes aegypti. Ao todo, 3.148 municípios em 20 estados e o Distrito Federal serão beneficiados porque cumpriram critérios para intensificar as medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

Em janeiro de 2017, o Ministério da Saúde repassou R$ 91,2 milhões aos municípios de todos os estados, referente à primeira parcela. No total são R$ 152 milhões ao combate ao Aedes. Já o envio da segunda parcela foi condicionado ao cumprimento de alguns critérios, especialmente a realização do Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), no caso de cidades com mais de dois mil imóveis. Os municípios com menos de dois mil imóveis devem fazer o Levantamento de Índice Amostral (LIA) e o monitoramento por ovitrampa ou larvitrampa nas cidades sem infestação do mosquito. Também estão previstas metodologias alternativas, utilizadas pelas vigilâncias locais para monitorar o nível de infestação do mosquito Aedes.

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, destaca a importância desse recurso extra para os municípios. “Não podemos baixar a guarda diante de um vetor responsável por várias enfermidades. Por isso, subsidiamos estados e municípios com um reforço financeiro para a intensificação de ações que visam o controle das doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, principalmente, no verão, período de maior circulação desse vetor”, afirmou o ministro.



Começa reforma de espaço para instalação da nova UTI do Hospital Regional de Caicó

Na tarde desta quinta-feira (28), foi realizada a mudança do local para atendimento de urgência do Hospital Regional de Caicó. O motivo é a obra de reforma da unidade. Agora, as pessoas que precisarem devem ser atendidas aonde antes funcionava o setor administrativo. O local aonde estava a urgência, aonde antes era instalada a Clínica do Rim, dará espaço para a Unidade de Terapia Intensiva – UTI com 10 leitos e equipamentos novos.

A diretora do Hospital, Luciana Kadidja, disse ao Blog Sidney Silva que a previsão de conclusão da reforma e instalação da UTI é para dezembro deste ano. “A empresa que está fazendo a reforma nos garantiu que em dezembro deste ano nos entrega a obra. Nossa UTI terá 10 leitos e novos equipamentos, inclusive alguns que atualmente nós não temos“, disse.

No outro lado do Hospital, está em andamento a obra de reforma da Urgência. O espaço é o mesmo aonde antes era feito o atendimento de urgência e emergência. Os serviços devem ficar concluídos no mês de abril de 2018. Foi o que garantiu a direção do Hospital.



Campanha de Multivacinação acaba nesta sexta-feira (22)

Esta sexta-feira (22) é o último dia da campanha de multivacinação 2017, promovida pelo Ministério da Saúde em conjunto com estados e municípios. Até o final da tarde, postos de saúde de todo país estarão de portas abertas para atualizar as cadernetas de vacinação de cerca de 47 milhões de crianças e adolescentes. O alvo da campanha são crianças menores de cinco anos; crianças de nove anos e adolescentes de 10 a 15 anos incompletos.

Estimativa do Ministério da Saúde indica que mais da metade (53%) do público-alvo não está com calendário de vacinação completo. Com a mobilização, o Ministério da Saúde quis reforçar o acesso às vacinas, alertando estados e municípios sobre a importância de manter elevadas coberturas vacinais para evitar o reaparecimento de doenças já controladas ou mesmo eliminadas.

A recomendação é que sejam alcançados índices de acordo com a meta de cada imunobiológico. “O sucesso dessa política ao longo dos anos permitiu que no Brasil muitas doenças – como a varíola, o sarampo, rubéola e a pólio – fossem erradicadas”, afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

Nesses 12 dias de mobilização, 13 vacinas, para crianças, e oito, para adolescentes, estão à disposição da população. São 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde envolvidos nesta campanha. O Ministério da Saúde enviou 143,9 milhões de doses de vacina de rotina aos estados, além de 14,8 milhões de doses extras de 15 vacinas.



Sábado tem a quinta Caminhada pela Vida

Comemorado no dia 27 de setembro, o Dia Nacional da Doação de Órgãos será marcado, no Rio Grande do Norte, pela V Caminhada pela Vida, uma promoção da Secretaria de Saúde do RN, através da Central de Transplantes do Estado.

A concentração e entrega dos kits aos participantes será a partir das 7h30, na frente do IFRN (Instituo Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN), na avenida Salgado Filho, com encerramento no Parque Das Dunas, na avenida Alexandrino de Alencar. A caminhada terá início às 8h.



Hospital do Seridó realiza eletrocardiogramas para cirurgias de catarata

Hospital do Seridó realiza eletrocardiogramas para cirurgias de catarata

Os usuários que participam do mutirão de cirurgia de catarata, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Caicó, estão realizando seus exames de eletrocardiograma no Hospital do Seridó. Uma parceria da equipe de profissionais daquela instituição, cujo objetivo é adiantar o processo para a realização das cirurgias e, assim, devolver a dezenas de caicoenses o sentido da visão.

O mutirão já passa pela sua segunda etapa e alguns desses pacientes já se encaminham para a cirurgia do segundo olho. O usuário ou familiar que ainda estiver com cirurgia de catarata em atraso no sistema, deve procurar a Central de Regulação para iniciar o processo de atendimento e efetivação do procedimento.



Reformas de UTI´s em Caicó e Pau dos Ferros iniciam ainda este mês

Foi assinada nesta segunda-feira, 18, a ordem inicial para contratação dos serviços de reforma das Unidades de Terapia Intensiva (UTI´s) nos hospitais regionais de Caicó e Pau dos Ferros. As empresas vencedoras dos processos licitatórios iniciarão os serviços ainda este mês. O prazo para conclusão das obras é de 120 dias.

A empresa AR Projetos será responsável pela obra no Hospital Regional do Seridó, em Caicó, pelo valor de R$ 491.712,72. O Hospital Dr. Cleodon Carlos de Andrade, em Pau dos Ferros, terá a UTI reformada pela empresa BNF Construções, pelo valor de R$ 398.062,59. Nas UTI’s serão feitas a recuperação do piso, cobertura, instalações elétricas, instalações hidráulicas e sistema de climatização.

As reformas proporcionarão melhoria nos serviços de duas importantes unidades estaduais, ambas com 10 leitos de UTI, o que representa mais um avanço no processo de regionalização nas regiões Seridó e Oeste Potiguar.



Enfermagem escolhe novos dirigentes do Coren-RN em eleição mais disputada da história

Essa é a primeira vez que 5 chapas disputam a eleição do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/RN), marcada para acontecer no próximo dia 1º de outubro. São três chapas compostas pelo nível superior (enfermeiros) e duas chapas do nível médio (Auxiliares e Técnicos em Enfermagem).

A eleição será pela internet, no site www.votaenfermagem.org.br, à partir das 8h do dia 1º/10 e terá duração de 24 horas. O pleito irá compor a gestão do Coren-RN no triênio 2018-2020.

Devem votar os Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem com inscrição definitiva e adimplentes com o Coren-RN até 1º de setembro de 2017, ou seja, quites ou tendo realizado parcelamento da dívida até essa data, sendo facultativo aos portadores de inscrição remida. Mais de 16 mil profissionais estão aptos a votar, de um total de cerca de 30 mil profissionais inscritos no Estado.

Para participar da eleição, os profissionais receberão, por e-mail e telefone celular, uma senha de acesso ao site de votação. Aqueles que não receberem a senha, deverão acessar o site da eleição (www.votaenfermagem.org.br) e selecionar a opção “Receber Senha”, que será enviada após a confirmação de alguns dados.

Uma cartilha de orientação para o voto na internet está disponível no site do Coren-RN para consulta.

Concorrem a disputa as seguintes chapas: Chapa 1 RENOVA-AÇÃO, Chapa 2 LUTA E PARTICIPAÇÃO e Chapa 3 AVANÇA COREN-RN, os componentes de cada chapa podem ser visualizado no site do Conselho www.coren.rn.gov.br, na aba Eleições 2017.

O voto é obrigatório e para quem não justificar ausência gera multa no valor de uma anuidade.



Campanha incentiva doação de sangue na Semana Nacional do Trânsito

O Hemocentro do RN realiza coleta externa de doação de sangue nesta segunda (18) e terça-feira (19), no Natal Shopping. A ação em parceria com o Detran/RN e Polícia Rodoviária Federal faz parte da programação da Semana Nacional de Trânsito e tem como objetivo sensibilizar os motorista e a sociedade em geral sobre a importância da doação de sangue para a vida de outras pessoas.

Os interessados podem procurar a Unidade móvel de coleta de sangue do Hemonorte que durante estes dois dias estará no Natal Shopping. A doação de sangue é aberta a toda sociedade. Para ser doador é necessário ter entre 16 e 68 anos, Jovens menores de idade só podem realizar doação com autorização dos pais ou responsável legal, estar bem de saúde e não ter consumido algum tipo de bebida alcoólica nas últimas 12 horas. A pessoa deve levar um documento com foto (carteira de identidade, trabalho ou habilitação).