Com ajuda de Medina, Mineirinho é campeão mundial do WSL

Mineirinho é o segundo brasileiro a ser campeão mundial do WSL - Foto: WSL / Laurent Masurel
Mineirinho é o segundo brasileiro a ser campeão mundial do WSL – Foto: WSL / Laurent Masurel

O Brasil pode comemorar pela segunda vez seguida o campeonato mundial de surf do WSL. Dessa vez o campeão foi Adriano de Souza, o Mineirinho, que contou com a ajuda de Gabriel Medina para levantar o caneco de maneira antecipada.
Medina, que era o atual campeão, já não tinha mais chances de título por Mick Fanning ter avançado à semifinal, mas o paulista bateu o tricampeão mundial na sua bateria e deixou o caminho livre para Mineirinho ser campeão se vencesse a sua, o que ele conseguiu.

A semifinal entre Mick Fanning e Gabriel Medina foi sensacional. O atual líder do ranking pegou uma boa primeira onda e liderou quase a bateria toda. Medina pegava muitas ondas, mas nenhuma muito boa. Faltando um minuto para o fim o brasileiro deu show com um aéreo e passou a frente, eliminando o adversário por 11.33 a 10.36.

Com a queda de Fanning, bastava Mineirinho avançar para a final para ser campeão do mundo. Na semifinal ele enfrentou  Mason Ho. O duelo contra o local não contou com ondas muito boas, mas conseguiu vencer por 6.83 a 3.83 e se sagrou campeão mundial.

Para fechar com chave de ouro mais um ano vitorioso do Brasil na elite do surf mundial, Medina e Mineirinho ainda fizeram a final da etapa de Pipeline e o novo campeão do mundo venceu o campeão da temporada passada por 14.07 a 8.50.