Comandante dos Bombeiros do RN pede demissão

O coronel Sócrates pediu exoneração do cargo de comandante

O coronel Sócrates Vieira de Mendonça Júnior, com 18 anos de serviços prestados ao Corpo de Bombeiros Militar do RN, pediu exoneração do cargo de comandante-geral da corporação na manhã de sexta-feira (9). Ele ocupava o posto desde o dia 28 de dezembro de 2016, e justificou que a decisão é de ordem pessoal. A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) confirmou, através de assessoria de imprensa, que o cargo foi posto à disposição.

A Sesed informou que a exoneração poderá ser publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado (DOE), mas o nome do substituto não foi adiantado. “A indicação de um novo nome para o cargo é um ato do governador Robinson Faria. A secretária Sheila Freitas lamenta a saída, o coronel Sócrates Vieira Júnior foi um excepcional comandante”, disse a assessoria da Sesed. Caso o substituto não seja indicado no DOE deste sábado (10), o comando-geral permanece sob a guarda do coronel Sócrates até a definição.

Formado em Administração de Empresas pela UFRN, Sócrates têm pós-graduação em Segurança Pública pelo Centro de Ensino da Polícia Militar da Paraíba, e em em Gestão Ambiental pelo IFRN. Também é mestre em Recursos Naturais e Gestão Ambiental pela Escuela Militar de Ingeniería del Ejercito Nacional de Bolívia; e perito de incêndio no Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, e possui curso de prevenção e combate a incêndios florestais pelo CBM do Ceará e IBAMA.

*Tribuna do Norte