Documento do Legislativo Estadual cobra ações para combate ao desemprego do RN

Deputada Marcia Maia
Deputada Marcia Maia

O Rio Grande do Norte tem, atualmente, a maior taxa de desemprego de todo o Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com o índice de que 11,5% dos potiguares estão fora do mercado de trabalho. Os dados foram coletados pela Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio (PNAD) e mostram que os números locais são superiores à média nacional, com 7,9%.

Em função da gravidade dos números divulgados, requerimentos foram apresentados no plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte pela deputada estadual Márcia Maia (PSB-RN) solicitando ao Governo do Estado uma resposta sobre a execução de políticas públicas de emprego e renda e o planejamento para utilização do orçamento para o setor.

Márcia Maia afirma que os trabalhadores precisam de qualificação para enfrentar o mercado de trabalho e assim como os empresários precisam de uma solução para o emprego e renda e retomada da economia no Rio Grande do Norte.

A classe política do estado precisa ficar alerta, por isso, faço esse pronunciamento aqui hoje. Estimular a geração de emprego, atrair investimentos para o estado e promover o empreendedorismo são as saídas para enfrentar a crise econômica, para isso, é preciso coragem e compromisso. O RN enfrentou quatro anos de dificuldade no governo Rosalba e não quero crer que esse cenário de caos vá se repetir“, destacou.

Os dados mostram que aproximadamente 175 mil potiguares não tem emprego. Os números se referem aos representantes da população economicamente ativa – acima dos 14 anos de idade. Com isso, a taxa local é duas vezes maior que Santa Catarina, que tem a menor faixa de pessoas fora do mercado de trabalho de todo o país, com 3,9%.

Construção Civil

Na oportunidade, a pessebista ainda alertou para a potencial perda de milhares de postos de trabalho em razão dos atrasos o repasse do programa do Governo Federal, “Minha Casa, Minha Vida“, e cobrou uma posição do governador Robinson Faria sobre os problemas que tem afetado trabalhadores, empresários e mesmo beneficiários do programa no RN.