DPE-RN e Sesap desenvolverão software para atendimento do SUS Mediado‏

Sus Mediado
Sus Mediado

Na busca pelo aperfeiçoamento do programa O SUS Mediado, que tem como objetivo reduzir a judicialização da saúde pública, a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE-RN) e a Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) firmaram parceria para o desenvolvimento de um software que irá registrar os dados dos atendimentos realizados dentro do programa.

A previsão é que o programa comece a funcionar a partir do mês de outubro. Ele será desenvolvido por um técnico do setor de Tecnologia da Informação da própria Sesap. A DPE-RN será responsável pelo fornecimento dos equipamentos para instalação e pela alimentação do software.

De acordo com a coordenadora do SUS Mediado em Natal, defensora pública Fabrícia Gomes Gaudêncio, o objetivo é mapear as demandas para que os parceiros envolvidos no programa possam aprimorar o atendimento. “Identificando mais claramente as deficiências, poderemos trabalhar focando as questões que não estão sendo solucionadas administrativamente para melhorar os resultados e aumentar mediação”, comentou.

A defensora pública explicou que o software irá registrar o número total de atendimentos realizados pelo SUS Mediado, o tipo de atendimento, o que é resolvido administrativamente e o que é ajuizado e, principalmente, os custos de cada procedimento solucionado através da mediação, tornando possível que os gestores do programa possam saber quanto o Estado e os Municípios economizam evitando a judicialização dessas demandas.

O acordo para desenvolvimento do software foi firmado durante uma reunião realizada na manhã desta terça-feira (21), com a presença da defensora pública Fabrícia Gaudêncio e da procuradora estadual Adriana Torquato, além da diretora da Unidade de Agentes Terapêuticos de Natal (Unicat), Alaíde Porpino Menezes, e de um técnico do setor de TI da Sesap.