Prefeito Dr. Tadeu teve reunião com os sindicalistas

O prefeito de Caicó, Dr. Tadeu (PSDB), esteve reunido nesta quinta-feira (07), com os representantes do SindServ, o Sindsaúde e o Sindas. Eles queriam respostas do gestor sobre o repasse da folha do mês de dezembro aos servidores municipais, que o ex-prefeito não pagou.

O Dr. Tadeu, lembrou que está assumindo a prefeitura em situação de calamidade financeira e que seu objetivo é ajustar as finanças para que não haja mais atrasos no pagamento dos servidores.

“Nós estamos pegando o Município numa situação de calamidade financeira. Ainda não decretamos, porque, precisamos saber, de fato, o que está acontecendo com as contas e com a arrecadação. Nossa gestão vai primar pela responsabilidade, zelo ao dinheiro público e transparência. Com gestão, vamos nos organizar para pagar janeiro e ver como faremos o repasse do mês em atraso”, disse.

O prefeito disse, também, que entende a situação de angústia que cada um está passando diante da situação.

“Eu quero me solidarizar com cada um dos servidores da prefeitura. Dizer que apesar de a culpa não ser minha, eu sou o prefeito da cidade e tenho que encontrar uma solução. Os servidores que foram mais afetados foram os da saúde, que em época de pandemia é ainda pior”, disse e afirmou que “o esforço nesse momento, é pagar o mês de janeiro, fazer a regularidade da folha e planejar da melhor forma o pagamento de dezembro”.

Na próxima semana, serão anunciados decretos de contenção de despesas e revisão de pontos específicos nas contas do Município.

Dívidas

“A gestão passada deixou dívidas no Banco do Bradesco de mais de 1 milhão de reais, inclusive, eles já bateram a nossa porta fazendo a cobrança e dizendo que se o pagamento não for feito, o desconto nas contas dos servidores continuará sendo feito. Outra coisa que o meu antecessor fez foi priorizar o pagamento de todas as rescisões dos cargos comissionados, pagando aí terço de férias e férias proporcionais e o salário do mês de dezembro. Nós vamos apresentar isso. Vamos mostrar quanto ele pagou para cada comissionado. Ao invés dele pagar os servidores efetivos, ele pagou os comissionados”, relatou, o Dr. Tadeu.

Back To Top