Please enter banners and links.


Eleitos do Rio Grande do Norte são diplomados pela Justiça Eleitoral

Parlamentares e governadora foram diplomados pela Justiça Eleitoral

A Justiça Eleitoral diplomou, na tarde desta quarta-feira (19), os novos ocupantes dos cargos de governador, vice-governador, deputados estaduais, federais, senadores da República e suplentes ao Senado pelo Rio Grande do Norte. Durante a cerimônia, que ocorreu no Teatro Riachuelo, os futuros mandatários e os parlamentares que conseguiram a reeleição garantiram que vão trabalhar em busca de avanços para o Rio Grande do Norte.

Contando com a presença de diversas autoridades e da população na cerimônia, a plateia aplaudiu e interagiu com os eleitos com manifestações de cunho político. A solenidade contou com a participação de mais de 2 mil pessoas, que acompanharam a diplomação de 8 deputados federais, dois senadores, quatros suplentes do Senado, a governadora eleita Fátima Bezerra (PT) e o vice, Antenor Roberto (PCdoB), além de 23 deputados estaduais eleitos. A diplomação do 24º parlamentar ainda depende de trâmites na Justiça Eleitoral.

O presidente do Poder Legislativo, o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) destacou a pluralidade partidária e a responsabilidade da nova legislatura – que tomará posse em fevereiro.

“Os deputados eleitos e reeleitos e agora diplomados, têm uma missão importante no andamento do desenvolvimento econômico e social do nosso Estado. O Rio Grande do Norte vive um momento de crises em que o Legislativo será fundamental na condução e aprovação de projetos que influenciam diretamente a vida da população. Eu acredito que temos uma responsabilidade ainda maior nesta legislatura e que se estende a todos. Por isso, vamos juntos com o Executivo, promover melhorias em nosso estado para um Rio Grande do Norte melhor”, comentou o presidente.

Ao todo, a Justiça Eleitoral diplomou 15 deputados estaduais que já exercem os mandatos na Assembleia Legislativa, enquanto oito vão ocupar a cadeira no Palácio José Augusto pela primeira vez e um cargo ainda está sob análise da Justiça Eleitoral. Em comum a todos, a defesa por medidas para reequilibrar as contas públicas e a colaboração com o Executivo para a melhoria do Estado.

Entre os parlamentares que permanecerão no Legislativo, o sentimento é de que são necessárias medidas urgentes e drásticas para conseguir reequilibrar as finanças públicas. A partir dessas medidas, então, eles acreditam que o Executivo conseguirá fazer com que as áreas mais importantes e que têm apresentado falhas consigam a recuperação.

“A governadora eleita tem boa intenção, mas não pode pecar como os governos anteriores, sem tomar as medidas necessárias logo de início. É uma nova realidade”, disse Nélter Queiroz (MDB), diplomado para o nono mandato. “Esperamos dificuldades cada vez maiores. Vamos assumir a vaga na Assembleia mais uma vez para tentar ajudar o RN. O Governo tem se preparar para o futuro e entender que tem que tomar as medidas necessárias”, disse o deputado Tomba Farias (PSDB), que vai para o terceiro mandato. “Sabemos que a próxima governadora terá que tomar medidas logo no início da estão e estarei na Assembleia para apoiar essas medidas para que tenhamos um RN melhor, disse Cristiane Dantas (PPL), diplomada para o segundo mandato na Assembleia.

Entre os parlamentares que estão chegando à Assembleia para o primeiro mandato, o sentimento também é de que será necessário o trabalho desde o primeiro momento. Há otimismo, apesar dos parlamentares concordarem com as dificuldades que enfrentará o Estado.

“A expectativa é muito boa com relação a Fátima e esperamos que ela trabalhe com muito empenho e dedicação para tirarmos o estado dessa situação”, disse o deputado eleito Kleber Rodrigues (Avante). “Sou muito otimista porque Fátima é séria e acreditamos na seriedade da política, e quando tratamos a política com seriedade, é uma receita que tem tudo para ser sucesso”, disse a deputada eleita Isolda Dantas (PT). “A expectativa é a melhor possível, não obstante as dificuldades, mas estamos com muita perseverança e convicção imbuídos no espírito de ajudar o nosso estado”, garantiu o deputado Francisco do PT.

Mesmo concordando que o futuro será de dificuldades, os parlamentares mantêm o otimismo com relação ao futuro do Estado, desde que a classe política e os Poderes atuem juntos para que o Rio Grande do Norte retome o caminho do crescimento.

“Cheguei para o primeiro mandato há 44 anos na Assembleia e sei que RN atravessa uma crise que tem solução. O Brasil está saindo, vai sair e nós também vamos sair. Teremos dias bem melhores”, falou, otimista, o deputado Vivaldo Costa (PSD). “A Assembleia tem que dar a sua contribuição para o melhoramento da vida da população potiguar e é o que vamos fazer”, garantiu o deputado George Soares (PR). “Vamos seguir adiante, sempre com o compromisso de honrar a confiança daqueles que acreditam em nossa presença na vida pública, sempre ajudando quem mais precisa”, prometeu Hermano Morais (MDB). “Com mais experiência, vamos trabalhar em favor do povo do Rio Grande do Norte”, disse o decano da Casa, deputado Getúlio Rêgo (DEM). “Os eleitores deram um recado aos políticos e vamos continuar trabalhando para ajudar o nosso estado. Vamos trabalhar cada vez mais para ajudar os municípios”, finalizou o deputado reeleito Galeno Torquato (PSD).

Colaboração

A Assembleia Legislativa terá representantes de oposição e situação na próxima Legislatura. Contudo, os parlamentares diplomados garantiram que as diferenças no campo eleitoral ficaram para trás e, no político, não serão empecilho para que os interesses do Rio Grande do Norte sejam priorizados no Parlamento.

Um dos deputados mais experientes da Assembleia, Raimundo Fernandes (PSDB) disse que os deputados têm consciência da responsabilidade, mas que não irão colaborar com a gestão no Estado para que a governadora “recupere a credibilidade do Rio Grande do Norte”. Por outro lado, o deputado José Dias (PSDB), que fará oposição, também garantiu apoio no que for de interesse do Estado. “Serei oposição ao Governo, mas serei doentemente solidário ao Rio Grande do Norte. Não votarei nada contra o interesse do estado por questões políticas e ideológicas”, garantiu.

Pensamento semelhante expôs o deputado Kelps Lima (Solidariedade). Apesar de manter postura de independência, o deputado reeleito garantiu que está à disposição do Governo do Estado para colaborar. “A gente vai tentar ajudar ao máximo. No momento que a governadora me chamar, para discutir ideias e ações, eu paro o que estiver fazendo e vou. O que não queremos é indicar cargos, não queremos o clientelismo”, disse o deputado.

Também reeleito, o deputado Souza Neto (PHS) disse que torce pelo sucesso da gestão do Executivo e que Fátima Bezerra “contará com a sensibilidade e harmonia da Assembleia”. Eudiane Macedo (PTC), que vai para o primeiro mandato no Legislativo, disse que vai contribuir no Parlamento da forma que for melhor para o Rio Grande do Norte, independente de posições políticas. “A responsabilidade é maior e sabemos do tamanho do nosso desafio. Temos condições e maturidade para trabalhar e melhorar o nosso Estado”, garantiu, em postura semelhante a do companheiro de partido e também diplomado para o primeiro mandato, Ubaldo Fernandes (PTC). “Está na hora que as bandeiras sejam arreadas e todos trabalharem em prol do Rio Grande do Norte melhor”.

Gustavo Carvalho (PSDB), reeleito para mais um mandato, diz que se sente revigorado e garantiu que terá relação de respeito com o Executivo. “Temos que ter serenidade, equilíbrio, para termos o estado em outra situação, que não é a de hoje”, explicou.

Futura governadora, Fátima Bezerra chamou todos os potiguares para colaborarem com a gestão e atuarem para que o Rio Grande do Norte consiga se recuperar.

“Conclamo a sociedade para que, juntos, possamos trazer o RN para o trilho do desenvolvimento. Com emprego, com direitos e com cidadania para o nosso povo”, disse a futura governadora.

Veja lista de deputados diplomados, votação e qual mandato exercerão:

Ezequiel (PSDB) – 58.221 – quinto mandato
Gustavo Carvalho (PSDB) – 47.544 – quarto mandato
Dr. Bernardo (Avante) – 42.049 – primeiro mandato
Tomba Farias (PSDB) – 41.249 – terceiro mandato
Nelter Queiroz (MDB) – 40.717 – nono mandato
Hermano Morais (MDB) – 38.053 – terceiro mandato
Galeno Torquato (PSD) – 34.532 – segundo mandato
George Soares (PR) – 34.263 – terceiro mandato
Raimundo Fernandes (PSDB) – 33.965 – décimo mandato
Cristiane Dantas (PPL) – 33.860 – segundo mandato
Kelps (Solidariedade) – 33.819 – terceiro mandato
Getulio Rêgo (DEM) – 33.477 – décimo mandato
Isolda Dantas (PT) – 32.963 – primeiro mandato
Kleber Rodrigues (Avante) – 32.755 – primeiro mandato
Vivaldo Costa (PSD) – 32.638 – oitavo mandato
Albert Dickson Oftamologista (PROS) – 31.698 – segundo mandato
Souza (PHS) – 31.097 – segundo mandato
Coronel Azevedo (PSL) – 27.606 – primeiro mandato
José Dias (PSDB) – 27.27 – nono mandato
Francisco do PT (PT) – 23.448 – primeiro mandato
Eudiane Macedo (PTC) – 22.333 – primeiro mandato
Allyson Bezerra (Solidariedade) – 20.228 – primeiro mandato
Ubaldo Fernandes (PTC) – 20.148 – primeiro mandato