Em audiência, parlamentares discutem renegociação das dívidas dos produtores do RN

Parlamentares discutiram renegociação de dívidas de criadores
Parlamentares discutiram renegociação de dívidas de criadores

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte promoveu nesta segunda-feira (14), por proposição dos deputados Hermano Morais e o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, audiência pública para discutir a renegociação das dívidas dos produtores rurais do estado. No encontro, estiveram reunidos o coordenador da bancada federal, deputado Felipe Maia, os senadores José Agripino e Garibaldi Alves, o deputado federal Walter Alves, deputados estaduais e representantes do segmento e de instituições bancárias.

Como coordenador da bancada e representante potiguar na bancada do Nordeste, o deputado Felipe Maia enalteceu a sua luta na causa: “As bancadas estão unidas e têm se reunido constantemente, sem cores partidárias, para discutir o tema e apresentar a solução esperada por todos que padecem desta situação. Além disso, destaco que deve haver um maior empenho por parte do governo federal na conclusão de obras edificantes para a população que sofre com a falta de água, como a obras da transposição do Rio São Francisco e da Barragem de Oiticica, por exemplo”, destacou o parlamentar.

Em suas palavras, o senador José Agripino, propôs ao senador Garibaldi Alves, em caso da não prorrogação por um ano da execução dos débitos dos produtores, que fosse feita a obstrução das votações do Senado. “Até que saia a definição por parte do governo da prorrogação até o final de 2016, da exigência do pagamento do débito e crédito rural, haverá obstrução das atividades. O adiamento da quitação das dívidas dará uma maior condição de sobrevivência aos que passam por essa estiagem prolongada”, disse.

Na oportunidade, foi lançada a Frente Parlamentar de Incentivo ao Setor Produtor Rural cujo objetivo é estabelecer um canal entre os produtores e as instituições financeiras com o intuito de regularizar os débitos dos produtores.