Em menos de 1 mês, Hospital Regional do Seridó realizou 115 tomografias com novos equipamentos

Equipamento para tomografias está em pleno uso no Hospital Regional do Seridó

Prestes a completar um mês de instalação do tomógrafo em seu Centro de Imagens no próximo dia 8 de julho, o Hospital Regional Telecila Freitas de Fontes (HRTFF), em Caicó, já destaca os benefícios que o equipamento trouxe na entrega dos diagnósticos e no  acompanhamento de determinados tratamentos, principalmente porque a unidade integra o Plano de Contingência da Covid19 para o Seridó.

Até esta quinta-feira (25), foram realizadas 115 tomografias computadorizadas em nosso centro. Um avanço no que diz respeito à celeridade dos diagnósticos, já que não precisamos mais transportar nossos pacientes para outras cidades e, principalmente, no tratamento daqueles que se encontram internados e até entubados. Nessas condições, antes desta aquisição, era quase impossível fazer esse traslado para centros especializados diante do alto risco para o paciente”, explicou a diretora do Hospital, Maura Vanessa Sobreira, pontuando ainda que, “além da relevância diante da alta nos casos positivos de Covid19 na região, o aparelho tem sido importantíssimo para o setor de traumatologia e no cuidado de pacientes que sofreram acidentes vasculares cerebrais (AVCs)”.

O Governo do Estado investiu R$ 1,4 milhão na aquisição deste aparelho, por meio do Projeto Governo Cidadão, a partir do acordo de empréstimo com o Banco Mundial. O equipamento veio para complementar o projeto de reforma e ampliação do hospital, iniciado em 2017 mas que somente foi concluído no início deste mês de junho, em decorrência de erros técnicos no projeto e das falhas de planejamento cometidas pela gestão anterior.

Além da reforma do centro de imagem para receber o tomógrafo e acomodar outros equipamentos da área, que custou R$ 350 mil, o Governo Cidadão também viabilizou a compra de aparelhos hospitalares como cardioversor (desfibrilador), otoscópio, reanimadores manuais, carros de emergência e para curativos, mesas e macas, entre outros mobiliários, a partir da aplicação de R$ 76 mil. O investimento teve foco no avanço da regionalização dos serviços de Saúde.

Ainda a partir do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial serão instalados em breve uma mesa e foco cirúrgicos, que juntos custaram R$ 86 mil. A ação visa melhorias na resposta do Centro Cirúrgico.