“Em três anos, o PMDB não me procurou para ter uma conversa”, diz Djalma Mota

Vereador Djalma Mota confirma que está insatisfeito com o PMDB - Foto: Assecom
Vereador Djalma Mota confirma que está insatisfeito com o PMDB – Foto: Assecom

Em entrevista ao repórter Paulo Júnior (Jornal Correio do Seridó), o vereador Djalma Mota (PMDB) falou sobre os bastidores da política caicoense, onde surgiu a informação de que o vereador estaria deixando o partido. Djalma enfatizou que qualquer parlamentar pode deixar o seu partido.

“Eu nunca me pronunciei em mídia nenhuma, em blog e em nenhum site com relação a minha saída do PMDB. Eu espero que o PMDB converse comigo, pois nesses três anos, o partido não me procurou para ter uma conversa. A insatisfação existe, mas a minha intenção é permanecer no PMDB, agora o partido tem que conversar com seus membros e comunicar as decisões do partido na cidade”, afirmou Djalma Mota.

Ele disse que já conversou com o prefeito Roberto Germano e o mesmo garantiu que vai conversar com a alta cúpula do PMDB e dar um posicionamento sobre essa situação de incômodo do vereador Djalma Mota.

“O PMDB é quem vai dizer para onde o vereador Djalma Mota vai, se permanece ou se vai para outra legenda. Continuo no PMDB, agora se o partido estiver insatisfeito com o vereador Djalma Mota pelos seus posicionamentos, pelas suas posições na Câmara Municipal de Caicó, que muitas vezes são contraditórias ao partido ou a algum membro do sistema, a decisão fica com o PMDB”, comentou Djalma Mota.