Exposição e postais mostram cotidiano de quilombolas seridoenses em Natal

Monumento localizado na entrada para a Comunidade Negros do Riacho
Monumento localizado na entrada para a Comunidade Negros do Riacho – (FOTO: Adriana Oliveira)

Parte significativa da memória e história da Comunidade Quilombola Negros do Riacho, localizada na Zona Rural do município de Currais Novos, está em evidência numa mostra na Pinacoteca do Estado em Natal.

A mostra é composta de objetos de cerâmica utilitária produzidas por mulheres da localidade, máscaras e objetos em miniaturas criadas por crianças e adolescentes que fazem parte de uma ação educativa e cultural conhecida como Mão no Barro e de uma exposição fotográfica que retrata o cotidiano da Comunidade Quilombola.

A exposição fotográfica é resultado de uma Oficina de Fotografia, Memória e Identidade realizada na Comunidade pelo Centro de Documentação e Comunicação Popular – CECOP e a Secretaria de Estado da Educação e Cultura do RN. Essa ação contou com o patrocínio da Petrobras, através do Projeto da RPTV – Educação, Cultura e Comunicação.

Na oficina, crianças, adolescentes e jovens aprenderam a técnica da linguagem fotográfica e documentaram aspectos de sua realidade. A documentação visual gerada pela oficina passou a integrar o acervo do Ponto de Memória e compõe a Mostra fotográfica. As imagens também resultaram numa série de cartões postais que será lançada em evento nessa segunda-feira (18) na Pinacoteca a partir das 14 horas.

A mostra da Comunidade Quilombola integra a Exposição Memórias Plurais que é organizada pelo Instituto Brasileiro de Museus, a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura e a Rede de Pontos de Memória e Museus Comunitários do RN.