Fórum sobre Turismo Rural debaterá importância da indicação geográfica do queijo e do bordado de Caicó

Queijos são uma das mais famosas iguarias do Seridó – (Foto: Fernando Liberato)

O Sebrae coordena com os produtores o pleito para conquistar, junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), o registro de Indicação Geográfica (IG) do Queijo e do Bordado de Caicó. O registro de IG permite delimitar uma área geográfica, restringindo o uso de seu nome aos produtores que preservem as características específicas dos produtos regionais, considerando fatores naturais e humanos.

A temática será debatida no Fórum de Turismo de Caicó, nos dias 08 e 09 de junho, no Centro Cultural Adjuto Dias, durante a EXPOCAICÓ 2018. O palestrante será Marco Abbonizio, consultor do Sebrae-PR, com formação em Design de Produtos (UFPR), especialista em Gestão Industrial (FAE Business School) e mestre em Design (UFPR). Abbonizio atua em projetos de produção associada ao turismo no artesanato e, desde 2014, vem se dedicando aos processos de identificação, pesquisa, registro e gestão de Indicações Geográficas.

“A Indicação Geográfica do Queijo e do Bordado de Caicó valorizará as peculiaridades dos nossos produtos e refletirá positivamente na comercialização deles, bem como no fortalecimento do turismo regional. Um dos exemplo é circuito da Canastra, criado não só pelas belezas naturais mineiras, mas para destacar a produção de um dos queijos mais famosos do Brasil”, exemplifica Pedro Medeiros, gerente do Escritório Regional do Seridó Ocidental – Sebrae-RN.

O Fórum de Turismo é uma realização do Município de Caicó e do Sebrae, com apoio da UFRN, Casa do Empresário, CDL, ACISC, SindVarejo, Fundação José Augusto, Governo do Estado; patrocínio Banco do Nordeste e Governo Federal. As inscrições estão abertas pela Central de Atendimento do Sebrae: 0800 570 0800