Governo confirma Campus Party até 2022

Reunião sobre a Campus Party aconteceu na governadoria – (Foto: Demis Roussos)

O governo do Estado do Rio Grande do Norte confirmou a realização da Campus Party para o segundo semestre de 2019 e para os próximos três anos. A continuidade do evento, considerado uma das maiores experiências tecnológicas do mundo, foi assegurada nesta quarta-feira, durante reunião entre as equipes do Governo e do Instituto Campus Party.

O Estado fará um esforço para apoiar e garantir o local de realização do evento, que tem nítida importância do ponto de vista educacional, social e de desenvolvimento econômico e do turismo local“, afirmou a chefe do Executivo estadual. Ela garantiu a continuidade da Campus Party até 2022. “Sem dúvida, trabalharemos para que o evento seja realizado também nos próximos anos. Se depender de nós, ele será realizado em 2020, 2021 e 2022”, confirmou ao justificar que a data de realização da feira tecnológica será estendida para o próximo semestre, em virtude de ajustes na obra do Centro de Convenções.

O presidente do Instituto Campus Party enfatizou o sucesso da primeira edição. “Cerca de 60 mil pessoas visitaram a Open Campus, enquanto que São Paulo não alcançou 80 mil visitantes. Se considerarmos as condições proporcionais de um estado para o outro, o evento em Natal teve uma aceitação muito boa, o que justificou o tredding topic (TT) da #cpjerimum nas redes sociais virtuais na época”, argumentou. “Vamos colocar Natal no mapa digital do mundo, trazendo as melhores realidades de pesquisa e investimentos na área para cá”, completou o presidente.

Ao lembrar dos Laboratórios Includes – laboratórios de tecnologia que são implantados em comunidades das cidades que sediam as Campus Party,  os quais permitem acesso de forma mais inovadora à ciência e à tecnologia aos mais carentes -, o subsecretário da Juventude Gabriel Medeiros disse que o evento é capaz de render projetos que podem transformar a realidade dos jovens no nosso estado. “É evidente que o evento é um acontecimento sensacional, envolve muitos estudantes e parceiros. Mas é muito pouco pensar que devemos nos preocupar apenas com os quatro dias de evento. A Campus Party abre uma possibilidade para convertemos a ação em ganhos reais para a juventude do estado, a médio e longo prazo. Discutiremos em que sentido o Instituto pode contribuir, por exemplo, para diminuir os índices de evasão escolar, na medida em que os projetos são capazes de dar um alento, uma esperança para os jovens do RN”, destacou.

SOBRE A CAMPUS PARTY

Realizada pela primeira vez em 1997, na Espanha, tem hoje mais de 500 mil campuseiros cadastrados em todo mundo em países como Holanda, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, Colômbia, Itália e Cingapura. O evento está presente no Brasil há onze anos e coloca Natal em evidência no cenário tecnológico mundial, com a vinda de empreendedores, investidores, cientistas e entusiastas de tecnologia, movimentando a economia e fomentando a ciência e tecnologia local. Natal foi a 3ª cidade do Nordeste a receber a Campus Party (Recife e Salvador foram as pioneiras), tendo sua primeira edição realizada em 2018.