Governo construirá cisternas para 241 famílias de Caicó e Jardim de Piranhas

Ordem de serviço foi assinada em Caicó

Na manhã de sexta-feira (09), O Secretário Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ivan Júnior, representando o Governador Robinson Faria, assinou a ordem de serviço para a construção de 241 cisternas de placa, nos municípios de Caicó e Jardim de Piranhas.

A assinatura aconteceu no Centro Pastoral Dom Wagner, em Caicó, entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e o Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (Seapac), entidade que venceu a chamada pública para a execução do projeto, representada pelo Coordenador Estadual, o Diácono Francisco das Chagas Teixeira de Araújo.

As obras integram o primeiro lote de um convênio firmado entre o Governo do Estado e o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS), fruto de emenda parlamentar da Deputada Zenaide Maia, no valor de R$ 1,3 milhões.

De acordo com Ivan Junior, a contrapartida do Estado já está integralmente depositada, no valor de R$ 334 mil. O secretário explica que, das 241 tecnologias, 179 serão implantadas em Caicó e 62 de Jardim de Piranhas.

Nessa etapa serão investidos R$ 716 mil. No segundo lote, serão implantadas 207 cisternas, em Acari, Parelhas e Cruzeta, com o resto do valor, que soma quase R$ 616 mil. “O governador Robinson Faria é muito sensível à situação da Seridó e está direcionando essa e outras diversas ações de infraestrutura hídrica para a região, como a implantação de dessalinizadores, pequenas barragens e sistemas simplificados e grandes obras como a Barragem de Oiticica, além do estudo para implantação de uma grande rede de adutoras” destaca Ivan Junior.

Os trabalhos serão iniciados imediatamente pelo Seapac com ações de mobilização. No próximo dia 16, em Jardim de Piranhas, acontecerá uma reunião para cadastramento e seleção das comunidades. Em Caicó, o encontro acontecerá dia 20.

As cisternas terão capacidade para captação e armazenamento de 16 mil litros de água de chuva. O objetivo dessa tecnologia social é proporcionar o acesso à água de qualidade e em quantidade suficiente para o consumo humano, permitindo que as famílias de baixa renda e residentes na zona rural tenham segurança alimentar durante este que é um dos períodos de estiagem mais severos já acontecido no Rio Grande do Norte e que já dura sete anos.

Participaram da cerimônia o Bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos, os presidentes da Associação dos Municípios do Seridó, Noeilde Sabino e Chilon Batista e o presidente da Câmara de Vereadores de Caicó, Odair Diniz, acompanhados de secretários municipais e lideranças da sociedade civil da região.