Júri: Conselho de Sentença acatou tese da defesa de negativa de autoria

O advogado, Adson Soares, conseguiu nesta quarta-feira (02), a absolvição do réu Huanderson Caian Araújo de Medeiros. A sessão de julgamento popular aconteceu no auditório Siloé Capuxú, no Fórum Amaro Cavalcante em Caicó.

A tese da defesa, acatada integralmente pelo Conselho de Sentença, foi, a negativa de autoria, ou seja, que o réu não matou Creozivaldo Maia “Pirráia”, no dia 2 de julho de 2015.

Ao final da sessão, o juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça, leu a sentença de absolvição e expediu alvará de soltura. O homem está recolhido no Centro de Detenção Provisória da cidade de Jucurutu. De lá, ele deve ser posto em liberdade nesta quinta-feira (03).