Justiça proíbe Globo de divulgar documento do processo das rachadinhas

Senador Flávio Bolsonaro poderá responder na primeira ou na segunda instância; Decisão será do STF – (Foto: Pedro França/Ag. Senado)

A juíza Cristina Serra Feijó, da 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, proibiu a Rede Globo de mostrar qualquer documento ou peça do processo referente a investigação sobre o esquema das “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio – Alerj (em segredo de Justiça).

A Ação na qual foi deferida a Tutela Provisória, foi impetrada pelos advogados Rodrigo Roca e Luciana Pires, que atuam na defesa do senador Flávio Bolsonaro, investigado no processo.