Lava Jato: nova fase recolhe provas de crimes na Transpetro e inclui buscas no RN

PF cumpre mandado em mais uma fase da Lava Jato no RN

A pedido da Procuradoria-Geral da República, foi deflagrada nesta sexta-feira (28) mais uma etapa da Operação Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal (STF). O objetivo das buscas e apreensões autorizadas pelo ministro Edson Fachin era coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, entre outros, em investigações relacionadas a desvio de recursos na Transpetro.

A partir de informações do acordo de colaboração de Sergio Machado, os mandados visaram coletar documentos, equipamentos, mídias e arquivos eletrônicos, aparelhos de telefone, valores e objetos em endereços residenciais e comerciais em Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe, São Paulo e no Distrito Federal. Aqui no estado, a informação é que um mandado foi cumprido na casa de um assessor de parlamentar do PMDB.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal e membros do Ministério Público Federal.