Leilão Seridó Terra do Leite gerou vendas superiores a R$ 300 mil

Leilão foi um dos melhores dos últimos anos – (Foto: Sidney Silva)

O “Leilão Seridó Terra do Leite”, que aconteceu no último sábado (9) durante a 45ª Exposição Agropecuária do Seridó em Caicó, foi um dos maiores eventos de comercialização de gado de leite de todos os tempos, onde as palavras crise e seca não estiveram presentes.

Em um evento com 51 lotes, o leilão gerou um total de vendas superior a 300 mil reais, com grande procura pelas matrizes leiteiras, o prova que os criadores estão procurando fazer reposição das vacas perdidas nos últimos seis anos de seca.

Os grandes destaques do evento foram os animais da EMPARN, como a vaca Guzerá Jasmim da EMPARN, que foi a fêmea que obteve o maior valor de comercialização (R$ 13.920,00) e o tourinho Pardo-Suíço EMPARN Otelo Carter o macho mais valorizado, arrematado por R$ 13.200,00. A Empresa disponibilizou 11 lotes comercializados por um valor total de R$ 100.320,00 e média de R$ 9.120,00 por cabeça. As médias por raça dos animais da EMPARN foram as seguintes: Guzerá (R$ 11.360,00); Pardo-Suíça (R$ 11.040,00); Gir (R$ 7.020,00) e Girolando (R$ 5.760,00).

Também nas pistas de julgamento, as matrizes e tourinhos da raça Pardo-Suíça provenientes da Estação Experimental de Cruzeta fizeram bonito. Em um julgamento predominantemente de animais jovens, com a presença de 35 animais, conduzido pelo jurado Fernando da Rocha Kaiser, o rebanho da Empresa recebeu as premiações de Melhor Expositor e Criador e melhor Criador de Gado Jovem. Entre os destaques a garrota EMPARN Princesa Davenport foi eleita a Grande Campeã Bezerra e Grande Campeã Júnior.

Na programação técnica da exposição a bolsista do projeto palma Elaine Cristina Souza proferiu palestra no evento organizado pela EMATER, onde foram repassadas aos agricultores familiares informações sobre o cultivo, manejo e controle de pragas e doenças da palma forrageira. A EMPARN disponibilizou ainda para o evento 20 mil raquetes de variedades de palma tolerantes à cochonilha do carmim, produzidas na Estação Experimental de Apodi.

No seu estande institucional, além da distribuição de publicações, cartilhas e folders com os resultados de suas pesquisas, foram disponibilizadas para os participantes, raquetes-sementes de palma, mudas de bananeira produzidas via cultura de tecidos no laboratório de Biotecnologia da EMPARN e estacas-sementes do Capim Elefante Capiaçu, lançado recentemente pela Embrapa Gado de Leite e que obteve grande procura por parte dos produtores.