Maioria dos brasileiros é contra privatizações e redução de direitos trabalhistas

A maioria da população brasileira é contrária às políticas de privatizações e redução de direitos trabalhistas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pelo DataFolha e publicada neste sábado (5), 60% dos entrevistados não apoiam privatizações de empresas estatais e 57% não concordam com a diminuição de direitos trabalhistas.

O tema foi amplamente discutido durante a campanha eleitoral do ano passado e extremamente defendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que considera as privatizações como ponto estratégico para a retomada do crescimento econômico do país.

A pesquisa revela ainda que os homens, pessoas com curso superior e moradoras das regiões Centro-Oeste e Norte, são maioria entre os apoiadores das privatizações. Os simpatizantes do governo Jair Bolsonaro e as pessoas que ganham mais de 10 salários mínimo por mês também são favoráveis ao repasse de empresas públicas para a iniciativa privada.

As mulheres, pessoas com escolaridade média, pobres e moradores das regiões Sul e Nordestes definem o perfil da maioria que é contrária à medida.

Em relação aos direitos trabalhistas, os homens e moradores da região Sul estão entre os favoráveis à redução das garantias. As mulheres, pobres e moradores da região Centro-Oeste compõem o grupo que discorda dessa proposta.