Mensalão do PT: Roberto Jefferson deixa a prisão para cumprir pena em casa

ROBERTO JEFERSON SIDNEY 22

Na manhã deste sábado (16), por volta das 11h03, o ex-deputado Roberto Jefferson saiu do Instituto Penal Francisco Spargoli Rocha, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Roberto Jefferson foi autorizado pelo ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), a cumprir o restante de sua pena em regime aberto. O ex-deputado foi condenado no julgamento do mensalão do PT.

Segundo informou o Jornal do Brasil, Jefferson foi o delator do mensalão e acabou condenado a sete anos e 14 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O cumprimento de sua pena teve início em fevereiro do ano passado.

Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Jefferson disse estar aliviado e que pagou pelos crimes que cometeu. “Está pago, ainda tem algum tempo a cumprir, mas está pago”, disse a jornalistas na saída do prédio.

Perguntado se sabia do esquema de corrupção na Petrobras, investigado pela Operação Lava Jato, o ex-deputado disse que não pode falar sobre esses assuntos, cumprindo regra imposta pelo ministro Barroso. “Está aqui, mas não posso falar nada”, disse, levando a mão à garganta.

Operado em 2012 para a retirada de um tumor no pâncreas e de partes de outros órgãos do sistema digestivo, Jefferson disse que vai aproveitar a saída da prisão para cuidar da saúde e “namorar muito”. O ex-deputado deve se casar no fim deste mês.