Ministro-chefe da Casa Civil é citado em delação

Aloizio Mercadante é o atual ministro da Casa Civil / Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Aloizio Mercadante é o atual ministro da Casa Civil / Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Em delação premiada, o dono da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, teria citado o nome do ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, ao falar sobre contribuições para a campanha do petista ao governo de São Paulo. A presidente Dilma Rousseff convocou assessores e pessoas da confiança dela na área jurídica para reuniões de emergência.

Com viagem marcada para São Paulo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, recebeu ordens para permanecer em Brasília. Quatro políticos do PT incluídos na lista de nomes na delação premida do presidente da construtora UTC negam as acusações e dizem desconhecer as denúncias de Ricardo Pessoa.

Em nota, o ex-tesoureiro João Vaccari Neto diz que não tem conhecimento oficial sobre o depoimento, divulgado pela Revista Veja, no qual ele é citado como beneficiário de R$ 15 milhões.  Segundo a defesa, qualquer referência sobre caixa 2 do partido não procede.

Segundo a BandNews, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, reafirma que as doações e despesas da campanha dele foram devidamente declaradas à Justiça Eleitoral.