TV Tribuna: “Não se pode assistir ao motim inerte, sem fazer nada”, afirma Ex-Secretário Nacional de Segurança Pública

Em entrevista à TV Tribuna, o ex-secretário nacional de segurança e especialista em Segurança Pública, Ricardo Balestreri, afirma que o Estado não pode ficar inerte à situação de dominação da Penitenciária Estadual de Alcaçuz pelos detentos. No cenário de tensão na penitenciária, diz Balestreri, o Estado precisa agir de imediato no espaço interno do presídio.

“O Estado precisa entrar no presídio de Alcaçuz com uso das tecnologias corretas. Não se pode assistir ao motim inerte, sem fazer nada”, alerta. Para ele, o governo não pode temer a ocorrência de um “segundo Carandiru”, e usar essa desculpa para uma não atuação.

Na opinião dele, para esta invasão, como solução em curto prazo para o controle da penitenciária, devem ser utilizadas “armas não letais com a utilização progressiva e funcional da força”.

*Fonte: Tribuna do Norte