Nenê decide, Vasco bate Vila Nova e chega a marca de 30 jogos sem perder

Com muita velocidade, Eder Luis deu trabalho ao Vila Nova - Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Com muita velocidade, Eder Luis deu trabalho ao Vila Nova – Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Em mais um dia iluminado do craque Nenê, o Vasco venceu o Vila Nova por 2 a 0, no Mané Garrincha, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com o resultado, o Gigante chega aos 9 pontos na competição, que lidera ao lado do Atlético-GO, mas com vantagem no saldo de gols. A vitória também aumentou a sequência invicta do Cruzmaltino: agora são 30 jogos de invencibilidade.

No próximo sábado, dia 28, às 16h30, o Vasco enfrentará o Bahia, em São Januário.

O Jogo

O primeiro tempo foi de muito equilíbrio entre as equipes. Sem Andrezinho, que se recupera de lesão, o Vasco iniciou a partida com Yago Pikachu. Logo aos 5 minutos, Feijão, do Vila Nova, busca Vandinho na área, mas Jordi chega primeiro e dá um chutão para frente e quase surpreende o goleiro Edson. O time da casa assusta em seguida com Robston, que após roubar a bola de Marcelo Mattos, arrisca de longe e Jordi espalma para o lado. No rebote, Vandinho tenta marcar, mas chuta em cima de Madson.O lateral-direito, que retornou de um problema na coxa, foi substituído pelo atacante Eder Luis aos 22 minutos. No setor defensivo, quem fez uma bela primeira etapa foi o camisa 1 do Gigante da Colina, que defendeu chute a queima-roupa de Fabinho logo na sequência da substituição do Vasco. Jordi ainda salvou outra bola no fiim da primeira etapa. Vandinho, cara a cara, parou no goleiro e não conseguiu marcar para o time de Goiás.

O clube de São Januário teve boas chances após os 30 minutos. Jorge Henrique consegue boa enfiada para Eder Luis, que entra na área em velocidade, tenta cruzar para Thalles, mas a zaga afasta. A melhor chance do Almirante surgiu logo na sequência. Em boa jogada pela esquerda, Nenê coloca Julio César para correr. O lateral-esquerdo invade a área e chuta forte para o gol. O goleiro Edson consegue jogar a bola para escanteio e evita o perigo. Tudo igual no primeiro tempo: 0 a 0.

O craque decide: Nenê marca dois e Vasco vence Vila Nova
Logo no início da segunda etapa, o jogo ficou paralisado por dois minutos por conta de spray de pimenta utilizado pela polícia de Brasília, que acabou atrapalhando os jogadores em campo. Após a recuperação dos atletas, a bola voltou a rolar sem problemas no Mané Garrincha.

Com Diguinho no lugar de Julio dos Santos, o Vasco buscou fechar mais espaços no meio de campo. Em duas jogadas de bola parada construídas por Nenê, o Cruzmaltino quase marca. Em cobrança de escanteio, aos 16 minutos, Luan cabeceia e a bola passa raspando no gol. Na sequência, em falta cobrada pelo camisa 10, Marcelo Mattos desvia e obriga Edson a operar um verdadeiro milagre. Se Edson estava conseguindo salvar o Vila Nova, Jordi foi monumental para o Vasco. O jovem fez mais uma linda defesa aos 21 minutos, de mão trocada, em chute muito perigoso de Fabinho de fora da área.

O talento do craque vascaíno começou a aparecer aos 25 minutos. Em bela jogada pela esquerda, o armador ginga para cima de Jefferson Feijão. Depois de conseguir tomar a frente, Nenê tenta voltar, mas é derrubado dentro da área. Pênalti! Na cobrança, o jogador manda no canto esquerdo de Edson, que chega a tocar, mas não consegue impedir o gol.

Se o Vila Nova estava pressionando em busca do empate, Nenê resolveu acabar logo com o jogo aos 34 minutos. O armador cobrou uma falta inapelável para Edson. A bola foi no ângulo, onde a coruja dorme, sem chance nnehuma de defesa. Vila Nova 0x2 Vasco. Além de decidir para os vascaínos, o camisa 10 se tornou o artilheiro da equipe no ano com 12 gols.

Por Matheus Alves/Site do Vasco da Gama