“O Brasil está começando a mudar com o ajuste fiscal”, diz Levy

Levy é confirmado para Ministério da Fazenda

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, destacou em evento em Santa Catarina neste sábado (16) que a disciplina fiscal é importante para o país retomar o patamar visto em 2013, ano “bom, até certo ponto expansionista”, “uma boa linha de referência” em relação aos gastos do governo. Para ele, o Brasil já começou a mudar com o ajuste fiscal. “É um exercício de disciplina, mas 2014 foi um ano que foi um pouco além do que a gente consegue sustentar”, destacou Levy, que visita empresas em Joinville, no Norte do estado, durante a tarde.

Em 2013 o governo teve um superavit de 1,9% do PIB, equivalente a R$ 91,3 bilhões. Neste ano, a meta é economizar R$ 66,3 bilhões no setor público, 1,1% do PIB. Como em 2014, houve deficit primário de 0,6% do PIB, o esforço fiscal neste ano equivaleria a uma economia entre R$ 110 bilhões e R$ 120 bilhões, o equivalente a 1,7% do PIB.

De acordo com ele, o governo estaria estudando formas de simplificar a cobrança de impostos como o ICMS e o Cofins, para o processo ficar menos complexo e para ajudar no crescimento das empresas.