Operação “Ares” prende 22 pessoas no Seridó do RN

Policiais Civis e Militares deflagraram em conjunto, nesta sexta-feira (15) nas cidades de Currais Novos e Caicó, a segunda fase da operação “Ares” que teve como objetivo dar cumprimento a 22 mandados de busca e apreensão e 22 mandados de prisão. Foram presos na Operação “Ares”: André Moraes Medeiros Silva, 20 anos; Ayslan Victor Jardel Araújo, 19 anos; Carlos Eduardo Souza Cunha, 35 anos; Christian Medeiros Dantas de Araújo, 22 anos; Cleiber Caetano da Silva, 19 anos; Ewerton Santos do Nascimento, 21 anos; Gleyson de Lima Tavares, 34 anos; e Silvano Medeiros dos Santos, 39 anos.

A polícia também cumpriu 14 outros mandados de prisão de pessoas que já estavam presas e mesmo assim continuavam praticando crimes. A operação foi desenvolvida a fim de coibir o tráfico de drogas e outros crimes na Região do Seridó. Na manhã de hoje, uma coletiva de imprensa foi realizada na Delegacia de Polícia Civil de Currais Novos,para detalhar a operação, contando com a participação do diretor adjunto da Diretoria de Polícia do Interior (DPCIN), Lenivaldo Pimentel, do delegado de Currais Novos, Paulo Ferreira, e do Capitão Moacir Galdino, Comandante da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar.

De acordo com o diretor adjunto da DPCIN, Lenivaldo Pimentel, a realização da segunda fase da operação Ares trará uma maior segurança para a população da região do Seridó, principalmente porque combateu a associação e o tráfico de drogas, e com eles outros crimes como o furto, roubo, receptação e homicídios. Para o delegado de Currais Novos, Paulo Ferreira, essa foi mais uma ação repressiva da polícia civil com a militar, a qual teve como objetivo finalizar a operação do ano passado, além de punir as pessoas que cometiam os crimes e angariavam mais indivíduos para a prática dos mesmos.

Essas prisões ocasionarão a diminuição do tráfico de drogas, como também dos roubos que estavam ocorrendo, e que mesmo que estes tivessem sido de pequeno porte, tiravam a sensação de segurança da população. Além disso, o resultado da operação também reforça o nosso policiamento nas festas que estão por vir”, conclui o Capitão Moacir Galdino.

Todos os oito homens foram presos e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão a disposição da justiça.