OPINIÃO: Culpa pela “falta” d’água não é da “falta” de dinheiro; Faltou DEFINIR “prioridade”

Do que adiante estar nos dias atuais tratando de possibilidades e de projetos. A população de Caicó, São Fernando, Timbaúba dos Batistas, Jardim de Piranhas e outras cidades do Seridó do Rio Grande do Norte, está sem água hoje. As medidas agora são paliativas. Ao longo de décadas, todos sabiam que isso poderia ocorrer, ou melhor, voltar a acontecer, porque, já ocorrer no passado.

Os administradores do Estado, Município e País, não fizeram o dever de casa, ou seja, não garantiram à população os serviços essenciais como abastecimento de água, garantia de educação e segurança.

Dizer que está faltando dinheiro atualmente para fazer acontecer as medidas que garantam água para a população é fácil. Realmente, hoje, não tem o dinheiro. Mas, essa crise já dura quantos anos? 50 anos? 40? 30? 20? 10?

Amigos, o que faltou foi que os senhores gestores ao longo de todos esses anos, “priorizassem” ações para que não chegássemos nessa situação. A verdade, é que a industria da seca, sempre garante o voto para que os políticos descarados. E quando digo isso, não generalizo. Existem os bons políticos, mas, infelizmente, no meio do “trigo” tem o “joio”.