OSRN apresenta nova edição do projeto “Quartas Clássicas”

O projeto “Quartas Clássicas” apresentará neste mês de abril o segundo concerto da temporada 2016 da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte (OSRN), no Teatro Riachuelo, em Natal. Sob regência do maestro Linus Lerner, a apresentação contará com a participação dos solistas mexicanos Liliana Del Conde (soprano) e Gabriel Navarro (barítono) e do brasileiro Adriano Pinheiro (tenor), além de uma participação especial dos cantores locais Leciana Oliveira (soprano) Sibelle de Luna (contralto), Cesar Alves (tenor) e José Fernandez (barítono). No repertório escolhido para a noite, serão interpretadas arias, duetos, trios e coros de óperas, além de obras orquestrais mexicanas como “Conga del Fuego” e “Danzón No. 2”, de Arturo Marquez e canções populares como “Besame Mucho” e “Noche de Ronda”.

O espetáculo está marcado para a quarta-feira (27), a partir da 20h, com entrada gratuita mediante reserva prévia do primeiro lote de ingressos a partir desta quarta-feira (20), por meio do site da OSRN – www.orquestrasinfonicadorn.com.br – e retirada desses ingressos na Fundação José Augusto nos dias 25 e 26/04. O segundo lote estará disponível na bilheteria do teatro a partir das 12h do dia 27/04.

Dentre as novidades para a temporada 2016 do “Quartas Clássicas” está a campanha de arrecadação de livros que será contínua ao longo de todas as apresentações do ano. A ação visa ajudar a Fundação José Augusto (FJA), que está ampliando o acervo das bibliotecas nas Casas de Cultura do Estado, e receberá as doações de livros literários. Ao retirar o ingresso na FJA, o voluntário poderá doar um exemplar que irá compor esse novo acervo literário. É uma ação opcional e voluntária, mas muito importante para a ampliação do acervo das bibliotecas das Casas de Cultura do RN.

O projeto “Quartas Clássicas” conta com patrocínio do Cemitério e Crematório Morada da Paz, da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), por meio da Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado, e da Unimed Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão da Prefeitura Municipal de Natal, além de apoio do Teatro Riachuelo. A realização do projeto é da Fundação José Augusto.